REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

A MULHER SÁBIA EDIFICA SUA CASA, A INSENSATA E TOLA A DESTRÓI

Esta mensagem é dirigida às mulheres e celebra o primeiro culto do Ministério de Mulheres de nossa Comunidade. A partir de agora haverá o culto das quintas-feiras e ele surge com um propósito: não pretende ser apenas um momento em que as mulheres se encontram, mas um espaço em nossa agenda semanal em que buscaremos respostas no Senhor para as nossas dúvidas e necessidades como mulheres, quer sejamos esposas, ou solteiras, noivas, namoradas ou, simplesmente, filhas. Buscaremos, também, orientações sobre como devemos agir de conformidade com a vontade dEle. Esta primeira reflexão bíblica está centrada em Provérbios. O livro de Provérbios é um verdadeiro manual de práticas da vida. Nele encontramos ensinamentos profundos em pequenas frases. A palavra-chave de Provérbios é sabedoria, a capacidade de viver bem a vida. Em especial me detenho em Pv 14. 1, que aqui dividirei em duas partes. A parte A do versículo afirma que: Toda mulher sábia edifica a sua casa...! O dicionário ensina que sabedoria é sinônimo de prudência, sensatez, grau de conhecimento elevado. O texto nos revela que a mulher prudente, sensata e que é sábia age de tal forma que constrói relacionamentos e que sua vida e suas atitudes edificam, contribuindo positivamente para a sustentação de seu casamento e para a solidez de sua casa. A mulher sábia traz para sua casa:- submissão (aceita, submete-se);
- felicidade;
- prosperidade para a família;
- paz, ao fazer do seu lar um pedacinho do céu;
-decisões sábias no relacionamento com o marido, com os filhos, com os parentes e com as demais pessoas a sua volta;
- domínio próprio.

Enfim, se a mulher sábia edifica sua casa, tudo o que ela faz é com o propósito de construir, nunca de destruir. Sabemos que uma boa construção leva tempo, é preciso assentar os tijolos um a um, até que a casa fique sólida e firme. Não é verdade? Assim para edificarmos nossa casa precisamos permanecer na presença do Senhor, buscando crescer em sabedoria e nos tornarmos mais sábias e edificantes. Mas há a parte B do versículo que me parece não ser muito considerada entre as mulheres, inclusive não é muito presente nas mensagens pastorais: A mulher insensata (a tola) com as próprias mãos a derruba (a destrói). O mesmo dicionário que expõe o significado de sabedoria ensina que insensatez é a falta de senso ou razão, loucura, insanidade. Portanto, a mulher insensata, por ser tola e insana, somente destrói com suas atitudes, nada edificantes. A mulher insensata traz para sua casa:
- confusão constante;
- destruição de bens e em relacionamentos;
- contendas, pois fala sem pensar;
- discórdia, pois tem prazer em ofender alguém;
- temperamento explosivo;
- variação de humor;
- insubmissão;
- infelicidade e desarmonia entre os cônjuges e filhos, pois não respeita ou não se faz respeitar.

Para construirmos algo em nossas vidas, para edificarmos com o nosso exemplo as nossas casas, precisamos ser sábias, caso contrário, as destruiremos. Somos mulheres de Deus e não podemos destruir, antes devemos construir relacionamentos solidários e eternos, através de um espírito de excelência em nós. Toda mulher de Deus precisa ser sábia e, assim, edificar sua casa, mas antes, é necessário submeter-se à vontade dEle, colocando-se disponível para a atuação do Espírito Santo, que intercede por nós, e que nos convence do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8-11) (Síntese da mensagem da Pastora Isabel Cristina levada à Comunidade no primeiro culto do Ministério de Mulheres em 08/01/2009)