Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 2, 2011

O JOVEM PRÓDIGO ARREPENDIDO RECEBE A GRAÇA, ENQUANTO SEU IRMÃO A REJEITA.

Em Lc 15.11-32 encontramos a conhecida parábola do filho pródigo. Proponho fazer uma releitura de seu conteúdo, a partir dos comportamentos dos dois irmãos. A parábola nos apresenta três pessoas: um pai e seus dois filhos. O mais jovem, na ânsia de viver independentemente, pede ao pai sua parte na herança e sai pelo mundo, vivendo dissolutamente. Passado algum tempo, dá-se conta de que gastou tudo e, em dificuldades, emprega-se para cuidar de porcos. Logo depois, em uma aguda fase de miséria física e humana, chega a um ponto degradante e passa a sentir vontade de comer os alimentos que oferecia aos animais que eram rejeitados pelo seu próprio povo. A partir daí ele sente um enorme desejo de voltar para a casa de seu pai,e embora temeroso quanto à acolhida, retorna para casa e eis que é recebido por seu pai, de forma festiva, posto que na plenitude da Graça. A parábola foi narrada por Jesus em resposta a acusação da orgulhosa elite religiosa que O criticava por estar e andar com pecado…