sábado, 2 de julho de 2016

SE ESTÁ EM CRISTO, NOVA CRIATURA É, EIS QUE TUDO SE FAZ NOVO!

            ”Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já  passaram; eis que tudo se fez novo." 2 Coríntios 5.17

Muitos são os que conhecem este versículo, mas não têm uma visão e percepção clara sobre ele. Muitos até supõem que a afirmação de que "as coisas velhas já passaram" se referem a sofrimentos, ou qualquer coisa ruim que tenhamos passado, e que, agora, que aceitamos a Cristo, nossa vida será agradável, pura alegria. Mas a mensagem é bem diferente disso! Contextualizando os fatos: Paulo, apóstolo de Jesus, foi convertido ao evangelho de uma maneira diferente dos demais apóstolos, que por sua vez passaram anos convivendo diariamente com Jesus. Lemos sobre a conversão de Paulo em Atos 9. Em Corinto, a igreja era frágil, cercada pela idolatria e pela imoralidade. Seus membros passaram por dificuldades em questões que envolviam a fé e o estilo de vida cristão. 
Assim, Paulo precisou adverti-los inúmeras vezes a respeito destes pontos.Ainda havia a presença dos falsos profetas, que tentavam levar o povo de Deus ao engano.Portanto,fez-se necessário instruir os novos convertidos.No versículo citado, Paulo começa com uma importante observação: "...se alguém está em Cristo...". Estar em Cristo não significa ter feito uma oração em uma igreja dizendo que aceita Jesus como Salvador. Isto é o início. Estar em Cristo significar viver com Cristo. Estar bem próximo de Cristo. E isto se dá através da oração, do estudo da Palavra. Enfim...para ter proximidade com Jesus é preciso ser íntimo de Jesus! Se você acaba de conhecer uma pessoa no local de trabalho ou na escola, por exemplo, você não é íntimo desta pessoa, concorda? Você apenas a conhece superficialmente... porém, se você, a partir do dia que a conheceu, passar a conversar mais com ela, frequentar sua casa, participar de vários momentos da sua vida, você se tornará íntimo! De igual maneira, deve ser nosso relacionamento com Jesus. O primeiro passo é conhecê-Lo, pedir para Ele entrar em nossas vidas, e aí damos continuidade ao processo de conhecimento e intimidade.E como poderemos conhecer melhor a Jesus? Orando, lendo a palavra, levando o evangelho a quem não o conhece. Desta forma seremos íntimos de Deus. E é o que Ele deseja! Porém, depende de nós! Quando nos tornamos novas Criaturas em Cristo, precisamos que as coisas velhas passem. E qual é o significado das coisas velhas? Coisas velhas são todas as coisas que praticávamos quando não éramos salvos, antes de nos entregarmos a Ele. Todo o pecado, todas as coisas do mundo que praticávamos, pensamentos,  lugares e ambientes frequentados! Enfim, tudo aquilo que fazíamos e que não pertence a Deus. Importa hoje praticar uma espécie de filtro na vida, para julgar o que agrada ou não a Deus. É bem simples, e basta você se perguntar: "eu convidaria Jesus para ir comigo neste lugar?" ou "Jesus faria isso?". Se a resposta for não, então, o lugar ou a coisa, não pertencem a Deus. Quando tomamos consciência disso, tornamo-nos novas criaturas, e tudo se fará novo! Quando agimos assim, ganhamos de Deus, uma nova vida, pois somos perdoados de nossos pecados e Ele nos dá uma nova chance! A hora é agora! Ore, peça perdão a Deus, peça a Ele para ajudá-lo a mudar de vida e, certamente, tudo se fará novo! Glória a Deus, por isso! (Mensagem anunciada na Comunidade no culto de domingo 19/06/2016).

terça-feira, 24 de maio de 2016

A GRATIDÃO DESPERTA O INTERESSE DO SENHOR!

Em Lucas 17.11-19 nos deparamos com um encontro de Jesus com 10 leprosos que, de longe, gritam por cura. Vemos que o Senhor os cura. Mas, apenas, um deles, já curado, volta para agradecer pelo milagre.  Este gesto de gratidão tocou tão fundo o Filho de Deus que Ele declarou a salvação sobre ele.
O que é mesmo gratidão?
É o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguém que lhe prestou um benefício, um auxílio ou um favor.
No contexto religioso, podemos compreender gratidão como um sentimento de dívida em direção à Deus.
No Caminho com Cristo, a expressão de gratidão a Deus é tema importante, vital até.
1. IMPORTA, ENTÃO, DESENVOLVER UM ESTILO DE VIDA DE GRATIDÃO: O salmo 50. 14 nos ensina que  devemos oferecer em sacrifício à Deus a nossa gratidão, cumprindo nossos votos para com o Altíssimo.
A nossa gratidão é como oferta aos olhos de Deus e devemos fazer votos a Ele como gratidão por nos abençoar.
Outro destaque encontramos no Salmo 50.23: " Quem me oferece sua gratidão como sacrifício, honra-me e eu mostrarei a salvação de Deus ao que anda nos meus caminhos".
Devemos, continuamente, agradecer a Deus pelos dons e privilégios que nos proporciona e pelas oportunidades de posição que Ele nos eleva.
2. NÃO NOS ESQUEÇAMOS: A INGRATIDÃO É PRÓPRIA DOS ÍMPIOS E DE PESSOAS SEM TEMOR À DEUS: 2 Timóteo 3.1,2 afirma que ..."nos últimos dias sobreviverão tempos terríveis, os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios". 
Portanto, a ingratidão é um dos sinais dos últimos tempos.
3. POR ISSO, HÁ UMA CLARA ADVERTÊNCIA BÍBLICA CONTRA A INGRATIDÃO: Em Deuteronômio 8.10-14. Muitos são os que recebem bênçãos, mas se esquecem de que tudo vem do Senhor.
Muitos são os que clamam à Deus quando estão passando por sérias dificuldades, ou desempregadas, em crise financeira, familiar, conjugal, abandono, em situação de injustiça e perseguição, mas que quando são atendidos pelo Senhor, logo se desviam, não mais congregam, não mais contribuem para a Obra, não entregam seu dízimo, sua oferta de agradecimento, ao contrário, mal agradecidos, se afastam da doce comunhão com a igreja e até de Deus.
4. DEVEMOS AGRADECER À DEUS POR TODAS AS BÊNÇÃOS RECEBIDAS: O Salmo 103.1,2 afirma " Bendize, ó minha alma ao Senhor, e tudo o que há em mim, bendiga o Seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios".
Este salmo expressa ação de graças e louvor ao Senhor pelos privilégios e bênçãos que Ele concede ao Seu povo. Não devemos nos esquecer de sua benignidade e bondade, sua misericórdia e compaixão, que duram para sempre.
5. PRECISAMOS LOUVAR A DEUS COM MUITA GRATIDÃO NO CORAÇÃO: Colossenses 3.16 afirma: "Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente com toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração".
6. FINALMENTE, DEVEMOS ORAR E VIGIAR COM GRATIDÃO: Colossenses 4.2 afirma " Dediquem-se à oração e esteja alertas e agradecidos".
Devemos ter uma vida de gratidão, tanto na adversidade, como nos momentos festivos, no bem e no mal, no sucesso e no fracasso, em tudo, enfim.
Neste momento, estamos muito agradecidos a Deus pelos 10 anos da Comunidade.
Por isso nos alegramos e celebramos com muita gratidão ao Senhor! 
Salve 28 de maio! Salve o Senhor!
(Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade no culto de 22/05/2016).