segunda-feira, 17 de setembro de 2012

PARA VER O REINO DE DEUS, IMPORTA, AO QUE CRÊ, NASCER DE NOVO!

Em João 3.1-21 aprendemos muito sobre ser cristão e discípulo de Jesus Cristo. No encontro e na conversa entre o Mestre e Nicodemos fica evidenciado que o religioso fariseu, príncipe dos judeus, era um homem temente a Deus, com consciência teológica acentuada, mas que se destacou ali por não ter tido, ainda, a experiência da conversão ao Senhor. As respostas de Jesus às dúvidas de Nicodemos mostram-nos que mais do que crer na messiânica presença de Cristo, importa a real experiência de um novo nascimento.
Devemos, então, fazer a distinção entre O QUE NÃO É NOVO NASCIMENTO, e o QUE É NOVO NASCIMENTO:
I – O QUE NÃO É NOVO NASCIMENTO:
1)      Não é reencarnação: não significa nascer outra pessoa, com outra vida, em outra existência.
2)      Não é uma mudança natural, que ocorre simplesmente a todos quanto aceitam Cristo como Senhor e Salvador.
3)      Não é o batismo: que é a externalização da aceitação de Cristo e a confissão pública que pertence à Igreja de Cristo.
4)      Não é participar da Ceia do Senhor, em memória de Cristo e de Seu sacrifício de morte de Cruz, para que em comunhão com os irmãos e com Ele, aguardemos Sua segunda vinda.
5)      Não é ser membro assíduo e fiel de uma comunidade de fé, dizimista e entusiasmado participante de ministérios de sua denominação eclesiástica.
II – O QUE É, ENTÃO, NOVO NASCIMENTO:
1)      É deixar nascer a pessoa que Deus quer que você seja para a vida que Ele planejou lhe dar.
2)      É mudança interior, que provém do Espírito e brota na alma.
3)      É arrependimento (v.5): Na consciência do pecado, sabemos que a não existe valor em uma vida longe de Deus.
4)      É o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, conforme Tito 3.3-6:
v.3.“Houve tempo em que nós também éramos insensatos e desobedientes, vivíamos enganados e escravizados por toda espécie de paixões e prazeres.
 Vivíamos na maldade e na inveja, sendo detestáveis e odiando uns aos outros.
v.4. Mas quando, da parte de nosso Salvador se manifestaram a bondade e o amor pelos homens,
v.5. não por causa dos atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, Ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo,
v.6. que Ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador.” 
5)      É a internalização (v.11-15) do plano de redenção de Deus, do sacrifício de Jesus e do livre-arbítrio de cada um de nós.
III – QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS EFETIVAS DO NOVO NASCIMENTO:
1.      Quem é nascido de novo apresenta-se em uma nova perspectiva de vida, firmada na salvação, e que assegura a vida eterna (v. 15-17).
2.      Quem é nascido de novo vê a plena operação do amor e da graça de Deus na vida que tem.
3.      Quem é nascido de novo tem absolvição do julgamento (v.18; Rm 8.1,2,33,34): o homem foi julgado e condenado, mas Jesus por ele pagou preço, cumprindo a pena, a fim de que o homem fosse absolvido.
4.      Quem é nascido de novo tem atração pela luz (v.21), pois pratica a verdade e claramente são vistas suas obras por intermédio de Deus.
Portanto, saibamos todos que para ter comunhão com Deus, para ver e fazer parte de Seu Reino, além de crer, é necessário nascer de novo! Pense nisso! (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 16/09/2012).