sábado, 13 de setembro de 2014

CONSTRUIREMOS RELACIONAMENTO MAIS ÍNTIMO COM DEUS SE DESCONSTRUIRMOS AS ANTIGAS PRÁTICAS E OS HÁBITOS AOS QUAIS ESTAMOS ACOSTUMADOS!

Definitivamente na Comunidade temos aprendido no Senhor a desconstruir para construir. Velhas e enraizadas práticas de nosso dia-a-dia que insistentemente nos marcam, precisam deixar de existir.
Em Efésios 4 – 6 vemos isso com muita clareza. Para efeitos didáticos e para melhor compreensão do texto, apenas enfocarei o capítulo 4 da carta paulina.
DEUS CHAMA A CADA UM DE NÓS, SEGUNDO UM PROPÓSITO DEFINIDO:
Devemos viver, então, de acordo com o que Deus quis quando nos chamou (4.1).
- É preciso que sejamos sempre humildes, bem educados e paciente, suportando-nos uns aos outros em amor. Ou seja, dando suporte, dando apoio uns aos outros, não nos sentindo obrigados, mas em amor (v.2).
- É necessário que façamos tudo para conservar, por meio da paz que nos une, a união que o Espírito dá (v.3).
 - Foi Ele quem deu dons a todos nós. Ele escolheu alguns para serem apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e ainda outros para pastores e mestres da Igreja (v.11)
 - Ele fez isso para preparar o povo de Deus para o serviço cristão, a fim de construir o Corpo de Cristo (v.12)
QUANDO CHEGA O CRESCIMENTO AÍ ESTAREMOS CAMINHANDO PARA O AMADURECIMENTO (vejamos mais instruções paulinas para a NOVA VIDA em Cristo): 
ü  Agindo assim todos nós chegaremos a ser UM na nossa FÉ e no CONHECIMENTO do Filho de Deus. E assim seremos pessoas maduras e alcançaremos a altura espiritual de Cristo (v.13). 
ü  Então não seremos mais como crianças arrastadas pelas ondas e empurradas por qualquer vento de ensinamentos de pessoas falsas. Essas pessoas inventam mentiras e, por meio delas, levam outros para caminhos errados (v.14). 
ü  Pelo contrário, falando a verdade com espírito de amor, cresçamos em tudo até alcançarmos a altura espiritual de Cristo, que é a cabeça (v.15).
ü  É Ele quem faz com que o corpo todo fique bem ajustado e todas as partes fiquem ligadas entre si e por meio da união de todas elas. E assim, cada parte funciona bem, e o corpo todo cresce e se desenvolve por meio do amor (v.16). 
ü  Portanto, em nome do Senhor eu digo e insisto no seguinte: Não vivam mais como os pagãos, pois os pensamentos deles não têm valor (v.17). 
ü  e a mente deles está na escuridão. Eles não têm parte na vida que Deus dá porque são completamente ignorantes e teimosos (v.18).
ü  Eles perderam toda a vergonha e se entregaram totalmente aos vícios; eles não têm nenhum controle e fazem todo tipo de coisas indecentes (v.19). 
ü  Mas não foi essa a maneira de viver que vocês aprenderam como seguidores de Cristo (v.20). 
ü  Com certeza vocês ouviram falar dEle e, como seus seguidores, aprenderam a verdade que está em Jesus (v.21). 
ü  Portanto, abandonem a velha natureza de vocês, que fazia com que vocês vivessem uma vida de pecados e que estava sendo destruída pelos seus desejos enganosos (v.22). 
ü  É preciso que o coração e a mente de vocês sejam completamente renovados (v.23). 
ü  Vistam-se com a nova natureza, criada por Deus, que é parecida com a Sua própria natureza e que se mostra na vida verdadeira, a qual é correta e dedicada a Ele (v.24). 
COMO É ESSA NOVA VIDA DEVE SER VIVIDA: 
1)    Sem mentiras. 
2)  Evitando ficar irados, mas se ficarem com raiva, não façam com que isso os levem a pecar e não fiquem o dia inteiro com raiva. Assim, evitam dar oportunidade ao diabo para tentar vocês. 
3) Sem furtos. Quem furtava não furte mais, vivam honestamente de seu trabalho e ajudem aos que tiverem passando por privações. 
4)  Sem uso de palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas que ajudem os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem. 
5) Não fazendo com que o Espírito Santo se entristeça. O Espírito é a marca de propriedade de Deus colocada em vocês, a qual é a garantia de que chegará o dia em que Deus os libertará. 
6)   Abandonando toda a amargura, todo ódio e toda a raiva. Nada de gritarias, insultos e maldades! Pelo contrário, sejam bons e atenciosos uns para com os outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês.  
Entenderam, agora, por que me soa estranho, no mínimo, quando vejo ou leio sobre corrupção no meio evangélico, brigas e contendas, mentiras e falsidades, dissimulações, enfim, ações escandalosas que insinuam práticas condenáveis pelas leis do homem e pela Lei de Deus? 
   Em Cristo, não necessariamente somos chamados para sermos abençoados, mas para fazermos a diferença, sendo luz do mundo e sal da terra, para iluminar (não escurecer ou destruir), para salgar, atribuindo sabor agradável ao ambiente, em síntese, para abençoar e agirmos como pessoas de bem,não do mal! Glória a Deus, por isso! (Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, no culto de 07/09/2014).