REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 16 de julho de 2012

QUEM SÃO OS MAIS QUE VENCEDORES EM CRISTO JESUS?

O apóstolo Paulo afirma em Rm 8.37 que “..somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou”. O que significa ser mais que vencedor? Significa que sou um super-homem, um super-pastor, um super-vencedor? Qual o sentido e o significado dessa afirmação? Somos super-crentes como nos asseguram os adeptos da teologia da prosperidade ou da confissão positiva? E aí,em tudo podemos ser os conquistadores, os vitoriosos, e jamais perderemos, é este o significado? Senti-me hoje motivado a pensar sobre algumas questões que nos assolam diariamente, principalmente diante de tantas mensagens religiosas na televisão brasileira. Diariamente muitas são as horas em que as diversas denominações – entre as quais destaco Universal, Mundial, Internacional da Graça, Vitória em Cristo, Assembleia de Deus, Adventista, Católica, tradicional e seu Movimento Carismático, Sheicho–no-Ie e Espiritismo da LBV – usam para trazer a nós, telespectadores, uma enxurrada de doutrinas e ensinos, quer com bases bíblicas, quer com fundamento em suas tradições, usos e costumes. Enfim, há hoje uma gama de programação para todos os gostos e aptidões. Detendo-me nas que usam da Bíblia como única regra de fé e prática – por força de Reforma Protestante, iniciada por Lutero – que assegura que a salvação somente se dá pela fé e pela graça e aí fico perplexo diante de tanto absurdo teológico que grassa as muitas pregações e os muitos sermões de igrejas ditas cristãs evangélicas que circulam pela internet.
Atentemos para todo o capítulo 8 da carta de Paulo aos romanos e para as doutrinas expressas em seus versículos, tão usados e tão mal compreendidas e assimiladas. Vejamos alguns tópicos:
NENHUMA CONDENAÇÃO HÁ PARA OS QUE ESTÃO EM CRISTO JESUS (v.1a ): A idéia central NÃO é a de que todos os que aceitaram Jesus como Senhor e Salvador, que frequentam uma igreja, que entregam seus dízimos e participam da Ceia do Senhor, estão livres da condenação...! O complemento da afirmação do livramento de condenação está na parte b do primeiro versículo que explica a parte inicial.
E QUE ANDAM SEGUNDO O ESPÍRITO, NÃO SEGUNDO A CARNE (v.1b): Portanto, estão livres da condenação – suas infrações da lei, seus crimes e seus pecados estão perdoados, porque agora eles são guiados – não mais por si mesmos, a voz da sua carne, da sua vontade, MAS pela voz do Espírito de Deus, que gera o fruto expresso por Gl 5.22.
Este entendimento se confirma verdadeiro com base no  v.2 que acrescenta: PORQUE A LEI DO ESPÍRITO DE VIDA, EM CRISTO JESUS, ME LIVROU DA LEI DO PECADO E DA MORTE.
- a letra da lei mata, o Espírito vivifica (2 Co 3. 6b). E mais “Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor há liberdade (2 Co 3.17).Em Cristo, A Lei do Espírito dá vida, vivifica.Antes, o que havia, era a Lei do Pecado, que traz morte.A lei escraviza os infratores. A Graça – em Cristo – liberta os pecadores. Por isso Jesus afirmou “Se o Filho do Homem vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Jo 8.36 ). Os que se inclinam para a carne morrem. Os que se inclinam no Espírito, não, pois Ele é vida e paz (v. 6).
I.    OS QUE ESTÃO NA CARNE NÃO PODEM AGRADAR A DEUS (v. 8). 
II.   OS QUE ESTÃO EM CRISTO SÃO DE DEUS; MAS SEUS CORPOS ESTÃO  MORTOS, POR CAUSA DO PECADO, MAS O ESPÍRITO VIVE, POR CAUSA DA JUSTIÇA DA LEI (v. 10).
III.  TODOS OS QUE SÃO GUIADOS PELO ESPÍRITO DE DEUS, ESSES SÃO FILHOS DE DEUS (v. 14).
IV.   NESTA CONDIÇÃO, NÃO RECEBEMOS O ESPÍRITO DE ESCRAVIDÃO, MAS O ESPÍRITO DE ADOÇÃO DE FILHOS DE DEUS (v. 15).
V.    SENDO FILHOS, SOMOS HERDEIROS DE DEUS, CO-HERDEIROS DE CRISTO (v.17).
VI.   ASSIM, TODAS ESSAS COISAS CONTRIBUEM PARA O BEM DAQUELES E DAQUELAS QUE SÃO CHAMADOS/AS SEGUNDO O PROPÓSITO DE DEUS (v. 25).
VII.  QUEM INTENTARÁ ACUSAÇÃO CONTRA OS ESCOLHIDOS DE DEUS? (v.33 a).
- Se é o Deus quem os justifica (v.33b)?
     VIII.   QUEM É QUE CONDENA OS ESCOLHIDOS? (v.34).
- Se é Cristo que morreu, ressuscitou dentre os mortos e está à direita de Deus, intercedendo pelos Seus.
IX.       QUEM É QUE SEPARARÁ OS ESCOLHIDOS DO AMOR DE CRISTO? (v. 35).
- Não podem ser A TRIBULAÇÃO OU A ANGÚSTIA,
                          A PERSEGUIÇÃO, A FOME,
                                        A NUDEZ,O PERIGO,
                         A ESPADA (A VIOLÊNCIA).
X.      OS QUE SÃO DE CRISTO SÃO DIARIAMENTE ENTREGUES À MORTE (TENTADOS PELO INIMIGO)...... DEVEM SE COMPORTAR COMO OVELHAS INDO PARA O MANTADOURO... SEM MURMURAR.... SEM ESPERNEAR ... SABENDO QUE MESMO ACONTECENDO O DISPOSTO NO v.35.
PARADOXALMENTE, SEREMOS VITORIOSOS EM CRISTO JESUS!
E aí – então – nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente e nem o futuro, 
..haja o que houver, nada - nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura - nos poderá separar do amor de Deuis, que está em Cristo Jesus!
Em síntese, então, o que o texto bíblico nos assegura é que em Cristo Jesus, nada nos separará do Seu amor. Os problemas não nos separarão, nem as adversidades, nem as autoridades, os governantes, nem mesmo a morte, pois nEle vencemos tudo isso. Nele somos vitoriosos, nEle superamos e vencemos a tudo e a todos! Se vencemos essas coisas, que são obstáculos, às vezes intransponíveis, fisica e espiritualmente, então, somos vitoriosos! Compreenderam a essência do significado? Glória a Deus, então, por sua vida de vencedor/a! (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 15/07/2012).