REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 16 de abril de 2012

SOMOS COMO A TERRA: PRODUZIMOS ALGO ÚTIL E FRUTÍFERO OU PRODUZIMOS ESPINHOS E ABROLHOS!

Em Hb 6.7,8 o autor destaca que: “Pois a terra que absorve a chuva que frequentemente cai sobre ela e produz erva útil para aqueles por quem é também cultivada recebe bênção da parte de Deus; mas, se produz espinhos e abrolhos, é rejeitada e perto está da maldição; e o seu fim é ser queimada”. Este texto fala de dois tipos de terra: da que produz boa colheita, e também de uma terra que produz espinhos e ervas daninhas. Como a terra que ora produz o que é útil e alimenta as pessoas,ora produz espinhos e abrolhos, assim somos nós!   Com qual destes dois tipos de terra você se identifica? Lembre-se que sem Jesus você sempre será uma terra estéril, árida e desértica, que nada produz de bom! Mas grande é o Senhor que disse que o deserto florescerá para os que nEle creem, conforme nos assegura Is 32.15:”... até que se derrame sobre nós o Espírito lá do alto; então, o deserto se tornará em pomar, e o pomar será tido por bosque”. Vamos refletir sobre tudo isso com base em dois pontos importantes:
1. TERRA QUE NÃO ABSORVE A CHUVA: Existe um tipo de terra que é seca, esturricada, árida, em que a chuva não penetra. Assim, também, são algumas pessoas. Ouvem a Palavra, mas  não entra em seus corações. Terra assim tem chão duro e impenetrável. Há pessoas que se comportam como terra ruim. São pessoas duras e resistem a tudo e a todos, em especial à ação de Deus em suas vidas. Terra assim está sempre cheia de buracos e de altos e baixos. Não é fácil andar nesse tipo de terra. Se não andar com cuidado pode-se cair. Muitos são os que vivem caindo no desânimo, na depressão e não cuidam mais de se levantar, por absoluta falta de ânimo e coragem. É assim que nos parece, que terra ruim não serve para nada, é improdutiva, infrutífera! Muitas são as pessoas – dentro e fora do ambiente cristão – que vivem dessa forma. Elas nada produzem, não dão bom testemunho, não evangelizam com seu exemplo de vida. Ao contrário, vivem criando problemas com a família, com a Igreja, com o pastor. Mas mesmo para estes e estas há uma boa notícia. Deus deseja transformar terra ruim em terra boa. Se sua vida é uma aridez só, um deserto seco e sem vida, acredite, Jesus tem poder para transformar sua vida em terra produtiva. Confie e espere!
2. TERRA QUE ABSORVE A CHUVA: Mesmo entre a terra que absorve chuva não há somente a que produz bons frutos, há aquela que insiste em produzir espinhos e abrolhos.
   2.1. TERRA QUE PRODUZ FRUTOS ÚTEIS E SAUDÁVEIS: A boa terra produz fruto. Segundo Mt 13.23: “Mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende; este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um.” É extraordinário quando começa a brotar a boa semente: quando se começa a ver algo do amor de Jesus, quando o Espírito Santo manifesta Seu fruto em nós (Gl 5.22). Uma vida assim é um jardim regado, adubado e bem cuidado! Oro ao Senhor para que Ele permita que cada um  seja uma boa terra e que nossos corações continuem sendo trabalhados por Deus! 
   2.2. TERRA QUE PRODUZ ESPINHOS E ABROLHOS: Abrolhos são plantas rasteiras e espinhosas. Um espinho é algo que machuca. Ao tocar em um espinho pode-se ficar com o dedo machucado e este ferimento pode inflamar. Ninguém gosta de espinhos, porque eles incomodam a todos. Muitos são os que estão com a vida cheia de espinhos. E o que são os espinhos na vida? São as palavras ásperas, os maus intentos, a negligência, a murmuração, a inveja, a ambição, a ganância, a aridez dos relacionamentos, a superficialidade da comunhão, o fascínio pelas "coisas do mundo", tudo isso que persiste e não cessa nunca! Jesus afirmou em Mt 13.22:” “O que foi semeado entre os espinhos é o que ouve a palavra, porém os cuidados do mundo e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera.” Nenhuma semente brota quando nossa vida está cheia de espinhos. Os espinhos tentam sufocar o poder da Palavra de Deus, a alegria do que crê e o seu amor pela obra de Deus. Hoje, se você os tiver, Jesus quer arrancar os espinhos, para que a terra e a vida floresçam. Terra boa é a que é cultivada! Cultivar a terra é passar o arado e adubar, tratar, cuidar!  O arado revolve e amolece a terra, pois semente não brota em terra dura. Quando o arado passa, a terra se transforma em solo macio, preparado para receber a água. Qual é o arado de Deus? São os tratos do Senhor cuidando de nossas feridas, temores, fracassos e perdas. Quando o arado passa, fere a terra! É doloroso, mas quando há um machucado, trata-se com um remédio, às vezes amargo, incômodo e dolorido. É ruim, mas é para o bem, é para a cura! Assim Deus age conosco, pois Ele quer que sejamos boa terra, que absorve a chuva e produz bons frutos! Deus nos ama, e por isso nos corrige, passando o Seu arado em nossas vidas, conforme nos ensina Hb 12.6: ..."porque o Senhor corrige a quem ama.”  Finalmente, saiba que depois de um período de sequidão e aridez, prolongado ou não, ocorre um período de chuva. E este é um dos momentos mais esperados pelo agricultor. Ele sabe que nem tudo está perdido!  A água representa vida! A chuva que Deus tem para você irá cair e produzir vida. Jesus diz em Jo 4.14: “aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna”. De igual forma, ressalta Ap 22.17:  “Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.” Jesus tem o mesmo valor que água tem para quem está no deserto. E neste momento, talvez seus problemas e suas dificuldades cessarão quando você entender que Jesus é a água da vida. Ele tem poder, basta que você creia! Mas, à propósito, você é terra boa ou terra ruim? O que é que você está produzindo hoje e que vai repercutir por toda a eternidade? Ore, então, a Deus e peça para que agora cultive seu coração e passe Seu arado, a fim de remover pedras e pedregulhos, espinhos e abrolhos...enfim, que remova todo o resquício do mal, da indolência, da falta de vontade e de compromisso. Ore para que o Senhor faça isso, preferencialmente, agora! Sugiro que você ore assim: "Eu quero ser guiado por Ti, fazendo o que Te agrada, Senhor! Derrama sobre mim a chuva que irrigará meu coração e me transformará em alguém mais produtivo e frutífero! Ajuda-me a mudar minha sorte e causar impacto abençoador na vida de quem me cerca! Amém!" (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 15/04/2012).