REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

terça-feira, 2 de março de 2010

A ANSIOSA SOLICITUDE PELA VIDA

O texto bíblico em Lc 12.22-34 nos mostra um ensino de Jesus, sob a forma de advertência aos discípulos, que é fundamental - como tudo que Ele ensina - para uma vida saudável e prazeirosa, mesmo que em meio às adversidades. Trata-se da conhecida afirmação..."Não andeis ansiosos......"!Os que estudam a mente humana asseguram que há um mal que nos assola, tirando-nos a alegria, a paz e até a vontade de viver. Esse mal é identificado pela forma como se apresenta e se traduz na exacerbada ansiedade pelas coisas, quer sejam bens materiais, dinheiro, status, poder e fama. Nós o conhecemos como estresse, ansiedade ou ansiosa solicitude pela vida. As pessoas ansiosas são tomadas por nervosismo em possuir algo ou pela insatisfação por não possuir o que o outro possui. As pessoas ansiosas sentem que seus problemas são maiores do que os dos outros, que são impotentes para resolvê-los, que se encontram em um "beco sem saída", ou no "fundo do poço", condição avançada da ansiedade que já se firma como raiz de amargura, melancolia e depressão. O mundo globalizado se, por um lado, propiciou a eliminação das fronteiras, revolucionando o processo de comunicação entre povos, línguas e nações, por outro, transformou regiões e cidades, antes ordeiras e calmas, em um "mundo civilizado" repleto de agitação, cobranças e pressões. Não somente nas áreas urbanas, mas até o campo (meio rural) que parecia alheio a tudo e a todos, não mais está isolado, posto que se encontra integrado ao processo civilizatório globalizado. Assim, temos, em diferentes níveis, vidas agitadas, em um frenético ritmo, que resultam em uma sucessão de medos do presente e incertezas sobre o futuro. O que presenciamos e vivenciamos, dia após dia? Trânsito caótico, competição exacerbada no mercado de trabalho, cobranças constantes por níveis de desempenhos cada vez maiores e melhores, consumismo desenfreado, atitudes que, no geral, convertem-se em dívidas não pagas. Enfim, isso tudo pode levar à ansiosa solicitude pela vida, ao estresse e até à depressão; eis outros exemplos de situações que conduzem a esse estado:morte na família, ou de pessoas bem próximas afetivamente, reuniões constantes e infrutíferas, divórcios, conflitos em relacionamentos pessoais, sobrecarga de trabalho, excesso de responsabilidade, falta de apoio, expectativas muito otimistas, baixa auto-estima. E aí? Detectadas as causas, o que fazer? Como sair dessa situação? A solução apontada pelos especialistas na área de saúde está relacionada à mudança de hábitos. Deitar mais cedo, dormir mais; alimentação mais saudável; maior socialização com as pessoas amigas; dançar, fazer esportes, ter mais momentos de lazer;tirar férias, viajar; fazer massagens, praticar meditação, fazer psicoterapia. Afirmam os especialistas que a psicoterapia ajuda a organizar melhor os pensamentos e a administrar melhor os problemas, e que massagem e meditação fazem acabar com os sintomas físicos e melhorar o sono. Assim procedendo, a pessoa descansa a mente e irá dispor de mais energia para procurar soluções. Respeito bastante a posição dos médicos e dos demais profissionais da saúde, porém meu enfoque para cura de problemas decorrentes da ansiedade, estresse e depressão possui uma abordagem espiritual, centrada na pessoa de Jesus Cristo. Vamos a ela:
No texto de Lucas assistimos à cena em que Jesus adverte os discípulos sobre o mal da ansiedade e afirma de forma categórica que não devemos andar ansiosos pela nossa vida, quanto ao que haveremos de comer, nem quanto ao nosso corpo, quanto ao que haveremos de vestir. Como Mestre, eis o que nos ensina sobre RAZÕES QUE JUSTIFICAM POR QUE NÃO DEVEMOS ANDAR ANSIOSOS POR COISA ALGUMA:
I - A VIDA É MAIS DO QUE O ALIMENTO E O CORPO MAIS DO QUE A ROUPA.
O homem foi criado por Deus para ter comunhão com seu Criado, para amá-Lo, para adorá-Lo. Tudo o que o Senhor criou é sustentado por Ele, que é onisciente, onipresente e Todo-Poderoso. A estes atributos, ainda, somam-se outros, tão importantes quanto, pois Deus é Amor, Deus é Luz, Deus é Pai. Por tudo isso, Sua Palavra afirma que Ele é misericordioso, é fiel, e que tanto a misericórdia quanto a fidelidade duram para sempre, ou seja, não mudam, são para a eternidade. Jesus fala sobre corvos e lírios do campo que Deus criou com todo o zelo e que não deixa passar provações ou necessidades, posto que os sustenta. Se para o Senhor, aves e ervas têm valor, muito mais temos nós que fomos feitos à Sua imagem e Semelhança. Por essa importância que Ele dá a mim e a você não faz sentido a ansiedade e as preocupações que tiram a paz, e nos fazem enfraquecer espiritualmente, pois afeta a nossa fé.
II - NÃO HÁ EM NÓS PODER PARA ALTERAR O CURSO DE NOSSA VIDA.
Há poucas semanas trouxe a mensagem sobre Abraão, Sara e Hagar. Vimos as consequências da atitude precipitada pela ansiedade de Sara que resolveu "dar uma mãozinha" e apressar o cumprimento da promessa feita por Deus de que seria mãe. Como a promessa estava demorando a se cumprir... Sara entregou sua escrava Hagar para gerar um filho com Abraão, seu marido. Os desvastadores efeitos dessa decisão, fruto da ansiosa solicitude pela vida, repercutem até os dias atuais, pois os descendentes da relação Abraão - Hagar são inimigos e lutam até hoje com os descendentes da relação Abraão - Sara. O erro de Sara foi querer mudar (interferindo em) algo que é da alçada do Senhor. Ela quis alterar o curso da sua vida, porque não queria esperar mais. A Bíblia nos fornece exemplos que nos ensinam como devemos descansar no Senhor, esperar no Senhor, confiar nEle e Ele tudo fará.
III - É PRECISO BUSCAR, ANTES DE TUDO, O REINO DE DEUS E SUA JUSTIÇA, POIS DEPOIS AS NOSSAS NECESSIDADES SERÃO SUPRIDAS.
É necessário dar ao Senhor, ao Seu Reino e à Sua Justiça (Mt 6.32) a prioridade que Ele merece e espera de você e de mim. É preciso estar com Ele, buscar a Ele, incessantemente, pois somente assim, Ele que conhece todas as nossas necessidades as suprirá abundantemente em Cristo Jesus.
IV - POR QUE? PORQUE O SENHOR É O NOSSO PASTOR, LOGO SOMOS OVELHAS DO SEU REBANHO, CUIDADAS POR ELE.
Em Lc 12.32 Jesus afirma, concluindo a admoestação contra a ansiedade:" Não tenham medo, pequeno rebanho, pois foi do agrado do Pai dar-lhes o Reino". Não somos, então, ovelhas cuidados por qualquer um, somos ovelhas cuidadas pelo Bom Pastor, o Senhor Jesus, que conhece nossas necessidades, uma por uma.
V - ENTÃO...É PRECISO DESPRENDER-SE DAS COISAS MATERIAIS QUE SE DESGASTAM E BUSCAR O INEXTINGUÍVEL TESOURO DOS CÉUS.
É preciso descansar no Senhor e crê na Salvação! Devemos confiar no Senhor, esperando nEle. Quando cansado e oprimido, não permita que a ansiedade se instale de vez. Não permita que a carga que você está, momentaneamente, carregando ,torne-se pesada demais, até insuportável. Neste momento, lembre-se de Jesus. Saiba que Ele carregou a cruz em seu lugar. Portanto, diga não à ansiedade!Por que? Porque "Deus é nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações, portanto não temeremos ainda que a terra se transtorne, e os montes se abalem no meio dos mares;ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam"(Sl 46. 1,2). Tão somente se desprenda das coisas materiais, ou da necessidade de poder, dinheiro, status e fama, que perecem, degradam-se e são corroídas e corrompidas. Ao contrário, busque a Deus, entregue suas preocupações a Ele, e assim como o apóstolo Pedro recomenda, aprenda a viver... "lançando sobre Ele toda a ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós" (1 Pe 5.7).(Desenvolvimento ampliado da mensagem deste pastor levada à Comunidade no culto de domingo 28/02/2010)