segunda-feira, 28 de novembro de 2011

CONQUISTAS ACONTECEM A PARTIR DO OLHAR DE VITÓRIA ENQUANTO DERROTAS SÃO MARCADAS PELO OLHAR DE PESSIMISMO E INCREDULIDADE

Js 14.6-15 descreve os momentos em que Calebe se encontra 45 anos após os fatos narrados nos capítulos 13 e 14 do livro de Números, quando os 12 espias retornaram a Moisés para lhe descrever o que viram na terra a ser conquistada.10 dos espias deram um relatório pessimista e cheio de incredulidade. Pessimista porque se assustaram com o que viram, homens gigantes e muitas fortificações, e incrédulo porque duvidaram da ação do Deus que prometera conduzir Seu povo até aquela terra, a tão sonhada Terra Prometida. Josué e Calebe ainda insistiram em convencer o povo a lutar pela posse da terra que o Senhor lhes prometera, mas eles tomados de medo e incredulidade desistiram e recuaram. Esta atitude – medo, pessimismo, visão de derrota e falta de fé – resultou na ira de Deus, que impediu o povo de alcançar a promessa e a transferir a conquista e vitória para seus descendentes. Daquela geração, apenas Josué e Calebe, entraram na Terra Prometida (Nm 14.23). Após peregrinarem 40 anos no deserto, com a morte de Moisés, Josué o sucede e recebe do Senhor a incumbência de entrar e conquistar a terra. O texto de Js 14.6-15 descreve quando Calebe vai a Josué e pede sua herança, a parte da terra que lhe cabia por promessa. Josué lhe dá Hebrom.
Neste episódio extraímos a lição de que as conquistas se iniciam a partir de um olhar de vitória, ao contrário das perdas e derrotas que se iniciam com o pessimismo e a incredulidade:
I. ATITUDES PESSIMISTAS E INCRÉDULAS MARCAM O INÍCIO DA DERROTA.
Pessimismos, medos e olhares negativos estão presentes em todo lugar. A criminalidade assola e assusta a todos. A corrupção campeia solta no país e o sentimento de impunidade frustra os honestos cidadãos e toma conta da população. A violência urbana tem aumentado em todos os países. Os casamentos desfeitos têm aumentado expressivamente e fazem abalar a estrutura familiar. Os filhos desta geração não mais respeitam seus pais. Os pais se tornaram indiferentes aos seus filhos. Os meios de comunicação trazem notícias diárias que alimentam sentimentos de medo, insegurança e impotência diante das crises políticas, sociais e econômicas que nos atingem todos os dias. E essa onda cresce como tsunamis no meio do povo, cristão ou não. Muitos são os casos de doenças mentais e transtornos de toda ordem, multiplicam-se os casos de depressão, angústia, medos, pânicos e suicídios, ou tentativas de suicídios. Parcela significativa da população vive com um gosto amargo na boca; muitas são as pessoas, cristãs ou não, que abandonaram seus sonhos, cansadas de esperar desistiram de seus projetos e de seus ministérios, tantas são as mensagens negativas que invadem suas mentes e suas vidas.
II. COMBATENDO O PESSIMISMO E A INCREDULIDADE.
Diante deste quadro, como reagir? Como combater atitudes que conduzem ao fracasso e à derrota, e que são provocadas por visões negativas, pessimistas e incrédulas? O texto bíblico nos responde, claramente, que é preciso:
TER UM CORAÇÃO PLENO DE ESPERANÇA (v.7b)– Calebe respondeu ao pessimismo de todos, quando se posicionou de forma positiva afirmando que “sentia no coração”.
TER UMA MENTE PLENA DE PERSEVERANÇA (v.8b) – Calebe respondeu ao pessimismo, ao negativismo e à incredulidade de todos, quando afirmou...”Eu, porém, perseverei em seguir o Senhor, meu Deus”.
III. ATITUDES OTIMISTAS E DE FÉ FAVORECEM A VITÓRIA, ATÉ EM SITUAÇÕES BEM ADVERSAS.
Não basta o desejo de vencer, algumas atitudes positivas devem ser tomadas na direção da vitória alicerçada pela fé:
NÃO SE PODE DESISTIR DE LUTAR (v.8a) - O relatório dos dez espias que demonstraram pessimismo, negativismo e desânimo foi decisivo e impressionou a todos. Em sua vida pode acontecer algo assim, alguns relatórios podem surgir que sejam negativos e desanimadores, mas a saída é não desistir de lutar. É preciso prosseguir, crendo na promessa de Deus para você que é de salvação, libertação, cura, restauração, suprimento e paz.
NÃO SE PODE DEIXAR DE ENFRENTAR O MEDO E A COVARDIA (v.9c)-As situações que enfrentamos são, muitas vezes, bem adversas, mas cremos que o Senhor é conosco. Se cremos não podemos vacilar, tampouco permitir fraquejar ou acovardar. A covardia promove verdadeiro imobilismo e paralisação, levando à acomodação. A acomodação conduz à desistência dos sonhos de conquista. Não se acomode. Josué e Calebe foram vitoriosos, porque não se acovardaram e, por isso, herdaram a promessa do Senhor. Esses exemplos de vida devem injetar em nós a firme disposição e necessária perseverança para avançar sempre. O medo e a covardia promovem a derrota, antes mesmo até da luta começar. Calebe não teve medo dos enanquins (gigantes) nem das fortificações porque sabia que o Senhor o ajudaria a conquistar. Calebe sonhou, ousou e perseverou com o sonho, esperando que a promessa se concretizasse em sua vida. Passados 40 anos, ele e o povo guiados por Josué iniciam a conquista de Canaã e depois de mais 5 anos de muitos confrontos, lutas e batalhas, eis que Calebe pode, finalmente, receber seu quinhão – Hebron – que o Senhor lhe prometera. Calebe teve coragem e com olhar de vitória, ousou perseverar e tendo fé, soube esperar no Senhor. Eis os ingredientes do alimento espiritual sólido que o cristão precisa dispor para ser vitorioso, sempre! (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 27/11/2011).