Postagens

Mostrando postagens de Agosto 12, 2007

LOBOS E PASTORES

Imagem
“Lobo com pele de ovelha” nós conhecemos muito bem esta expressão, mas eu gostaria de chamar sua atenção para um outro tipo de lobo que tem surgido na pós-modernidade. É o “lobo com pele de pastor” É muito fácil identificar o lobo com pele de ovelha e muito difícil identificar o lobo com pele de pastor.Gostaria de dar algumas semelhanças e diferenças para que ovelhas e pastores pudessem identificá-los:
1. Pastores querem o bem das ovelhas, Lobos os bens delas.
2. Pastores vivem à sombra da cruz, Lobos sobre holofotes.
3. Pastores têm fraquezas, Lobos muito poder.
4. Pastores ensinam à verdade. Lobos são donos dela.
5. Pastores têm discípulos, Lobos admiradores.
6. Pastores vivem de sustento, Lobos de investimentos.
7. Pastores alimentam as ovelhas, Lobos se alimentam delas.
8. Pastores são humildes, Lobos vaidosos.
9. Pastores dirigem igrejas, Lobos empresas.
10. Pastores são perseguidos, Lobos são processados.
11. Pastores pregam atrás dos púlpitos, Lobos na frente das câmeras.
12. …

ESTOU CANSADO!!!:O desabafo do Pastor Ricardo Gondim. (Terceira Parte)

Canso com a falta de beleza artística dos evangélicos. Há pouco compareci a um show de música evangélica só para sair arrasado. A musicalidade era medíocre, a poesia sofrível e, pior, percebia-se o interesse comercial por trás do evento. Quão diferente do dia em que me sentei na Sala São Paulo para ouvir a música que Johann Sebastian Bach (1685-1750) compôs sobre os últimos capítulos do Evangelho de São João. Sob a batuta do maestro, subimos o Gólgota. A sala se encheu de um encanto mágico já nos primeiros acordes; fechei os olhos e me senti em um templo. O maestro era um sacerdote e nós, a platéia, uma assembléia de adoradores. Não consegui conter minhas lágrimas nos movimentos dos violinos, dos oboés e das trompas. Aquela beleza não era deste mundo. Envoltos em mistério, transcendíamos a mecânica da vida e nos transportávamos para onde Deus habita. Minhas lágrimas naquele momento também vinham com pesar pelo distanciamento estético da atual cultura evangélica, contente com tão pouca…

QUEM AMA SANGRA

Ele olhou ao redor da montanha e previu uma cena. Três corpos pendurados em três cruzes. Braços estendidos. Cabeças inclinadas para frente. Eles gemiam por causa do vento. Homens fardados estavam sentados no chão, perto dos três. Homens com roupas de religiosos se afastaram para o lado... arrogantes, convencidos. Mulheres envolvidas em sofrimento estão reunidas ao pé da montanha... rostos marcados pelas lágrimas. Todo o céu se levantou para lutar. Toda a natureza se ergueu para o resgate. Toda eternidade posicionou-se para dar proteção. Mas o Criador não deu ordem alguma. "Isso deve ser feito...", disse, e retirou-se. O anjo disse outra vez: "Seria menos doloroso se..." O Criador o interrompeu brandamente: "Mas não seria amor..." (autoria desconhecida)

ESTOU CANSADO!!! : O desabafo do Pastor Ricardo Gondim. (Segunda Parte)

Canso com a repetição enfadonha das teologias sem criatividade nem riqueza poética. Sinto pena dos teólogos que se contentam em reproduzir o que outros escreveram há séculos. Presos às molduras de suas escolas teológicas, não conseguem admitir que haja outros ângulos de leitura das Escrituras. Convivem com uma teologia pronta. Não enxergam sua pobreza porque acreditam que basta aprofundarem um conhecimento "científico" da Bíblia e desvendarão os mistérios de Deus. A aridez fundamentalista exaure as minhas forças. Canso com os estereótipos pentecostais. Como é doloroso observá-los: sem uma visitação nova do Espírito Santo, buscam criar ambientes espirituais com gritos e manifestações emocionais. Não há nada mais desolador que um culto pentecostal com uma coreografia preservada, mas sem vitalidade espiritual. Cansei, inclusive, de ouvir piadas contadas pelos próprios pentecostais sobre os dons espirituais. Cansei de ouvir relatos sobre evangelistas estrangeiros que vêm ao Brasil…

ESTOU CANSADO!!!: O desabafo do Pastor Ricardo Gondim (Primeira Parte)

Cansei! Entendo que o mundo evangélico não admite que um pastor confesse o seu cansaço. Conheço as várias passagens da Bíblia que prometem restaurar os trôpegos. Compreendo que o profeta Isaías ensina que Deus restaura as forças do que não tem nenhum vigor. Também estou informado de que Jesus dá alívio para os cansados. Por isso, já me preparo para as censuras dos que se escandalizarem com a minha confissão e me considerarem um derrotista. Contudo, não consigo dissimular: eu me acho exausto. Não, não me afadiguei com Deus ou com minha vocação. Continuo entusiasmado pelo que faço; amo o meu Deus, bem como minha família e amigos. Permaneço esperançoso. Minha fadiga nasce de outras fontes. Canso com o discurso repetitivo e absurdo dos que mercadejam a Palavra de Deus. Já não agüento mais que se usem versículos tirados do Antigo Testamento e que se aplicavam a Israel para vender ilusões aos que lotam as igrejas em busca de alívio. Essa possibilidade mágica de reverter uma realidade cruel me…

DECAIR DA GRAÇA

A Carta aos Hebreus nos fala acerca de pessoas que um dia conheceram a Graça, com os poderes do mundo porvir, bem como provaram o perdão dos pecados, recebendo iluminação espiritual e, mesmo assim, DECAÍRAM da Graça. Ora, o que significa este “da graça decaíram”?
Decair da Graça é não perseverar na consciência do Evangelho, antes o trocando por falsas seguranças espirituais, baseadas nas obras, no saber, no compreender, nas mecânicas dos ritos e sacrifícios, e em toda sorte de confiança naquilo pelo/ e contra o que Jesus morreu.
Decair da Graça é deixar de confiar na suficiência de Jesus e de Sua Cruz quanto a tudo quanto possa ser quanto para o homem.
Decair da Graça é escolher outra via, ou tentar aumentar a Graça, ou mesmo diminuí-la a fim de que caiba a porção de nossas seguranças humanas autônomas em relação ao que Jesus Consumou.
Decair da Graça é esquecer dos pecados outrora perdoados de graça, e agora buscar encontros de contas com Deus, como se a Graça tivesse apenas dado ao home…