Postagens

Mostrando postagens de 2009

DEIXANDO TUDO E SEGUINDO JESUS!

Em Lc 5.27-32 há uma sucessão de eventos bem marcantes sobre os quais desejo refletir. Como Jesus está no centro dos acontecimentos, precisamos aprender mais com Ele, posto que como Mestre dos mestres, Ele sempre nos ensina. O cenário anterior apresenta Jesus em uma casa ensinando a fariseus e doutores da lei, além de uma pequena multidão que se aglomerava para ouvi-Lo. Mostra, ainda, o texto que quatro homens transportaram um paralítico e o infiltraram na casa pelo telhado. Vendo tamanha fé, Jesus perdoa-lhes os pecados e, diante das murmurações dos religiosos presentes, ainda o cura. Esta é a cena final que antecede ao v. 27, posto que aí Jesus saiu daquela casa e vendo na rua, sentado, na frente da repartição pública romana (coletoria de rendas) o publicano Levi (Mateus) simplesmente se dirige a ele e ordena "segue-me"! Mateus era um judeu que servia ao império romano como publicano, ou fiscal de tributos. Não era benquisto pelo povo por estar a serviço dos opressores rom…

FIQUE ATENTO/A E VIGILANTE, SATANÁS QUER CIRANDAR!

O capítulo 22 do Evangelho de Lucas inicia descrevendo o plano dos principais sacerdotes e dos escribas de tirar a vida de Jesus e o pacto da traição entre estes e Judas Iscariotes. Depois presenciamos a movimentação dos discípulos para a preparação da páscoa e, chegada a hora, a própria realização da qua viria a ser a última páscoa celebrada entre eles. E aí, então, vemos o Mestre instituindo a Ceia (v.19 e 20). Mas não desejo me deter nesta parte inicial, embora tudo seja de importância vital para nós, discípulos de Cristo. O que se segue é o que, neste momento, merece minha melhor atenção. Jesus (v. 21) afirma que havia um traidor à mesa com eles e em seguida (v.23) os discípulos começam a indagar sobre quem seria dentre eles o que estava para fazer isso. Mas logo...muito rapidamente, eis que surge um assunto mais importante do que atentar para o fato de que havia um traidor entre eles, e a conversação tem seu foco desviado. Sabem vocês qual o assunto mais importante do que a traiç…

DEUS É FIEL. E VOCÊ?

O apóstolo Paulo em 1 Co 10.1-13 descreve alguns exemplos na história de Israel em que os hebreus saíram da escravidão do Egito, foram guiados pelo deserto por Moisés, com a total e completa assistência sobrenatural de Deus. Presenciaram e vivenciaram os milagres e a boa dádiva do Senhor; foram cuidados e velados por Ele, como só o Pai que é Amor, é capaz de fazer.Mas afirma o texto bíblico (v.5) que Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados e morreram no deserto. E não se agradou, por que? Pela idolatria de muitos, pela prática da imoralidade, por provarem o Senhor, pela murmuração de tantos. E mais afirma o apóstolo que tudo isso aconteceu para nos servir de exemplos. No v.12, o alerta: " aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia". E continua: "Não veio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que vocês sejam tentados além da força de vocês; pelo contrário, juntamente com a tentação proverá a vocês livrame…

QUAL SUA ATITUDE DIANTE DE QUEM REJEITA VOCÊ OU FRUSTRA SEUS PLANOS?

Em Lc 9.51-56 há mais um episódio que envolve Jesus e Seus discípulos. Acompanhem-me, então, na leitura e na reflexão teológica. Com o propósito de ir a Jerusalém, escolhe Jesus o caminho por Samaria e envia emissários para preparar as condições (pousada e alimentação) para tornar melhor sua jornada. Vejamos a exegese do texto bíblico:1)v.51 Diante do Plano de Deus, que era levar Jesus à morte,como cordeiro imaculado,pelos pecados de todos nós, o Senhor manifestou a firme determinação de ir à Jerusalém. Você conhece os planos de Deus para sua vida? Concorda com eles? Está consciente de que precisa manifestar a firme determinação de ir à frente até o fim? Ou não, ao contrário: você é como aquele que segue seus próprios impulsos e não pára e ouve a voz de Deus? 2) v.52 Diante de uma viagem Jesus se organizou, enviando mensageiros para prepararem pousada. E quanto a você? Age assim, também? Pensa nas consequências de suas atitudes e consegue se antecipar ao que virá? Prepara a caminhada,…

ALÍVIO NA INQUIETAÇÃO E NA ANSIEDADE..!

O apóstolo Paulo em Fp 4.6,7 nos ensina muito sobre inquietudes e ansiedades e quero ministrar algo que não pode deixar de ser compreendido pelos discípulos do Senhor e por todos aqueles que ainda não entenderam que a Bíblia é o livro dos livros, e que substitui qualquer outro, inclusive e principalmente livros de auto-ajuda e semelhantes. Na referência bíblica citada, podemos extrair alguns pontos que ajudam a compreender que, em Cristo, há alívio para as inquietações e as ansiedades: 1) HÁ UMA ORDEM E ESSA ORDEM PRECISA SER ENTENDIDA E OBEDECIDA: a ordem é clara, não devemos andar e viver ansiosos por coisa alguma. Quer sejam problemas de natureza financeira, materialmente falando, ou outros tantos sobre relacionamentos, enfim, não importam quais sejam ou forem as dificuldades, os desertos que atravessamos, as tempestades e os tufões que enfrentamos, aprendamos que não podemos ficar abatidos pela ansiedade que a tudo corrói. 2) HÁ UM CAMINHO A SEGUIR: se ainda assim formos assolados…

O APELO DO SENHOR PELA SALVAÇÃO DE TODOS!

O capítulo 55 do livro de Isaías evidencia, de forma incontestável, que o Senhor espera que todos busquem a salvação. Então, que fique claro: o plano de salvação não é privilégio apenas do povo de Israel e de seus descendentes, mas se estende a todos os povos, nações e etnias, aos gentios e estrangeiros. Lendo todo o texto e analisando o contexto é plenamente possível destacar tópicos para melhor ilustrar a mensagem da Palavra de Deus: 1) O SENHOR CONVIDA A QUE TODOS VENHAM ÀS ÁGUAS E COMPREM SEM DINHEIRO.Aqui entendemos que a água que sacia e aplaca a sede,fisicamente falando, também simboliza saciar a sede da vida eterna. O vinho representa a alegria de quem está no Senhor. O pão e o leite representam o alimento da Palavra de Deus. Tudo isso é disposto gratuitamente pelo Senhor para todos aqueles que O buscam. Mas há aqueles que vacilam e não querem beber da água, do vinho e do leite, embora sejam oferecidos de graça, muitos são os que não aceitam, por dois motivos: inicialmente, ju…

O QUE PRODUZ ALEGRIA NO SENHOR?

Neemias 8.10, parte final, afirma que " a alegria do Senhor é a vossa força". Então, o que nos fortalece, o que nos dá força é a alegria do Senhor? Que bom, que maravilha ! Mas então..... o que produz alegria no Senhor? Para responder a esta questão e entender, de forma bem mais ampla que muitas mensagens que tenho lido sobre o versículo, é preciso ler, reler e pesquisar sobre o contexto vivido pelo povo judeu no livro de Neemias. O livro registra não apenas a reconstrução física dos muros de Jerusalém, mas a restauração espiritual dos hebreus, após a volta definitiva do exílio babilônico. O capítulo 8 descreve a leitura da lei diante do povo. Observamos que todos os homens (inclusive as mulheres) se posicionaram para ouvir a Palavra de Deus por cerca de 6 horas, do amanhecer até o meio dia. Esta redescoberta da Palavra de Deus foi direcionada para toda a família, sendo muito provável que muitos ali não a tivessem ouvido antes disso. Como compreenderam o que estava sendo lid…

COM ROSTOS DESCOBERTOS, SOMOS COMO ESPELHO REFLETINDO A GLÓRIA DE DEUS!

No Caminho com Cristo não ficamos parados, mas firmes estamos caminhando. Mal paramos para um breve descanso, pois, caminhar é preciso. Muitas são as pessoas que nos cercam e que esperam ver a transformação que só o Espírito Santo faz na vida de cada pecador arrependido. Em 2 Co 3.18 a analogia que o apóstolo Paulo faz é apropriada. Precisamos, então, observar um espelho e verificar que tipo de cuidado precisamos ter para que sejamos usados pelo Senhor, refletindo Sua glória no mundo. O capítulo 3 da segunda carta aos Coríntios é marcado pela forma como Paulo destaca a superioridade da nova aliança sobre a antiga. Em Moisés, a lei era o ministério da condenação e da morte, mas em Cristo há o ministério do Espírito, que é o ministério da justiça. Em Moisés o véu era transitório, em Cristo não há véu, a glória é permanente. Como espelho podemos ver refletida a glória do Senhor. Mas antes, vejamos como isso verdadeiramente ocorre.1) Para ser espelho que Deus usa e refletir a glória de De…

VENTOS FORTES , TEMPESTADES VIOLENTAS E MAR ENFURECIDO ASSUSTAM MUITO: O QUE FAZER?

O Evangelho de Mateus descreve duas situações vividas por Jesus e os discípulos, ambas no mar, que me chamam muito a atenção. Inicialmente, 8.23-27 e depois, 14.22-33.Na primeira cena: JESUS ESTÁ PRESENTE DURANTE A TEMPESTADE. Lemos que Jesus entra em um barco e os discípulos O acompanham. Logo depois eis que sobreveio no mar uma grande tempestade e com ventos fortes, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Neste momento Jesus estava ali ao lado deles, mas cansado fisicamente, dormia. Porém os discípulos assustados foram até Ele e O acordando, falaram: Senhor, salva-nos, pois iremos todos morrer. De imediato Jesus os repreende: por que temem homens de pouca fé? E depois levantando-se repreendeu os ventos e o mar e se fez grande bonança. Vejamos bem toda a cena: Estavam todos no barco, Jesus também. Com Jesus presente por que o temor? Com Jesus ao seu lado o que pode representar os ventos fortes, as ondas grandes e furiosas e um mar revolto que se expressa em uma grande tempestad…

O JEJUM QUE AGRADA A DEUS.

O capítulo 58 do livro de Isaías descreve tempos difíceis em Israel e sustenta que o povo estava jejuando, mas não obtinha respostas de Deus e se perguntava, por quê? Todo o texto é muito esclarecedor, vamos, pois, por etapas, procurar entender o que a Palavra de Deus nos revela sobre jejuns e atitudes que agradam ou que não agradam ao Senhor. Muitos são os que jejuam mas sentem que não obtêm respostas de Deus. Jejum é abstinência de alimentos, mas somente isso não basta para Deus. De que se agrada, então, o Senhor? A resposta é esclarecedora da parte de Deus. Muitos são os que quando jejuam cuidam de seus próprios interesses, cuidam que os outros façam o seu trabalho (oprimem e escravizam). Quando jejuam para contendas e rixas o fazem, querendo impor suas vontades e, assim, brigam, discutem, tentam impor sua justiça. O jejum que o Senhor escolhe (v.6), aquele jejum que Lhe agrada, é aquele em que o pecador: - salta as ligaduras e amarras da impiedade (ou seja, deixa sua raiva, seu ódi…

A FÉ QUE IMPULSIONA OBRAS

O subtítulo do capítulo 2 da epístola de Tiago é muito esclarecedor: Não se deve fazer acepção de pessoas. Não há rico, não há pobre, não há parentes, vizinhos mais chegados ou pessoas mais distantes de nós. Não importa o homem e sua condição, se precisa de mim, é meu próximo. A fé verdadeira é demonstrada pela imparcialidade no trato com os pobres e os ricos. Alguma cortesia para com os ricos e uma descortesia para com os pobres é uma parcialidade que indica fraqueza de caráter e de fé, e isso constitui violação da Lei. Tiago nos lembra que fomos chamados para servirmos aos outros - assim como nos ensinam Jesus e os discípulos que caminharam e aprenderam com Ele, tanto Mateus, quanto Pedro e João, mas também Paulo -.A medida de nosso compromisso com Cristo não é o discurso, mas o exemplo de vida. O cristão deve agir de acordo com seus valores. A ação é o termômetro que mostra nossa saúde espiritual, não as palavras ou os pensamentos. Fé é crer no incrível, ver o invisível e esperar o…

QUAL É O SEU LUGAR?

O capítulo 22 do Evangelho de Lucas nos apresenta o início dos últimos instantes de Jesus antes da agonia no Getsêmani, da prisão, do julgamento, morte e gloriosa ressurreição.Era tempo da páscoa (a festa judaica dos pães asmos) e os versículos 7 -13 nos mostram como tudo aconteceu; ficamos sabendo das instruções de Jesus sobre o lugar onde ocorreria a celebração da páscoa e dos preparativos (certamente que como de costume os discípulos providenciaram o cordeiro, os pães asmos, as ervas amargas e o vinho). Aquela seria a última páscoa que todos passariam juntos à mesa, por isso era muito especial. Cada um ocupou o seu lugar à mesa, ao lado de Jesus. Dos v.17-20 eis que Jesus intitui a Santa Ceia, pois ao tomar e partir o pão (v.19) diz que aquele era o Seu corpo que era partido por amor a eles e que deveriam, doravante, fazer assim, em memória dEle.Por semelhante modo, no v.2o tomou o cálice dizendo que "era a nova aliança do Meu sangue, derramado por amor de vós". Interessa…

COANDO MOSQUITO, MAS ENGOLINDO CAMELO.

O capítulo 23 do Evangelho de Mateus descreve Jesus fazendo uma crítica geral aos escribas e fariseus, como hipócritas líderes religiosos e que é seguida por sete ais que denunciam tanto algumas doutrinas quanto as práticas das autoridades daquela época. Pode-se ver Jesus denunciando a hipocrisia dos religiosos que pregavam a Lei, afirmavam-se no formalismo legal, preocupando-se muito com detalhes, mas esquecendo ou negligenciando aquilo que é realmente importante. Precisamos estar vigilantes para evitar religiosos e líderes como aqueles. Mas hoje não pretendo abordar a questão isolada da hipocrisia de alguns religiosos, desejo sim expor a idéia central que levou Jesus a afirmar que há pessoas que “coam mosquito, mas engolem camelo”.No Caminho com Cristo precisamos analisar tudo com os “Olhos do Mestre”. O versículo 24 expõe a parábola do mosquito e do camelo. O que sabemos sobre eles é que tanto um quanto o outro são considerados impuros pela Bíblia, segundo o livro de Números. E os …

A DECISÃO VITAL: ESTAR PERTO DE DEUS OU LONGE DELE!

O livro de Jonas em todos os seus quatro capítulos nos descreve momentos importantes e reveladores na vida do profeta. Lanço o meu olhar, inicialmente, sobre os versículos 1,2 e 3 do primeiro capítulo: “Veio a palavra do Senhor a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Dispõe-te, vai à grande cidade de Nínive e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim. Jonas se dispôs, mas para fugir da presença do Senhor, para Társis; e, tendo descido a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem e embarcou nele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do Senhor.” Vamos desdobrar o texto em duas partes e extrair algumas conclusões:
I – PESSOAS QUE DECIDEM ESTAR LONGE DA PRESENÇA DO SENHOR
.
Há pessoas assim, que se dispõem a estar longe de Deus. Não querem Sua aproximação, simplesmente não acreditam nEle. O que sabemos de tudo isso? Que há dentro de cada um de nós – seres humanos – um conflito pessoal muito forte e latente. A questão é: Deus existe? Se não exis…

A ALEGRIA PELA LIBERTAÇÃO E RESTAURAÇÃO!

O salmo 126 nos mostra a alegria do povo judeu após o retorno dos exilados do cativeiro babilônico. Era natural que houvesse júbilo, pois a alegria surge natural e efusivamente após a opressão e a subseqüente conquista da liberdade, após a recuperação de algo perdido, enfim, após a restauração da dignidade e do direito à própria vida.
I - A ALEGRIA NOS CONDUZ AO ÊXTASE, COMO OS QUE SONHAM UM SONHO BOM.
Qual a conseqüência de sonho bom? Nossa boca se enche de riso e nossa língua de cântico. Nesse momento, muitas vezes ocorre, e aconteceu ali com os judeus, que se alegraram e experimentavam o gosto da liberdade, e o povo não-judeu (não crente em Javé) que habitava aquela região dizia sobre eles: Grandes coisas fez o Senhor a estes! Que coisa extraordinária! A libertação provoca isso. Muitos são os que ao se converterem ficam tão impactados com a Graça de Deus que ficam como os que sonham. E em conseqüência louvam, pois, quando somos ou nos sentimos libertos experimentamos forte gratidão e…

O SENHOR QUE SE FAZ PRESENTE, SEMPRE!

Em Dt 31.8 Moisés fala a Josué que o sucederia: “O Senhor, pois, é aquele que vai adiante de ti; Ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te espantes”. Assim é o nosso Deus, sempre se faz presente em nossas vidas. Ele sempre vai adiante daqueles que O amam e O adoram. Não importam as aflições, os temores, a sensação de solidão, mesmo em meio às multidões que nos cercam, não importam os problemas, enfim, pela fé sei que posso prosseguir para o alvo, para Cristo. Hb 11.1 nos dá uma extraordinária definição de fé: certeza das coisas que se esperam e convicção das coisas que não se vêem. Fé é saber que acontecerá, quando há incertezas, quando apenas se espera, fé é ver quando há apenas névoas e escuridão. Fé é confiar naquilo que os olhos não podem ver. Eis alguns exemplos de fé:
- os olhos vêem o leão faminto, a fé vê o anjo de Daniel;
- os olhos vêem a tempestade, a fé vê o arco-íris de Noé;
- os olhos vêem gigantes, a fé vê Canaã;
- os olhos vêem a fornalha, a f…

GRAÇA LIBERADA SOBRE ÍMPIOS E INIMIGOS DO POVO DE DEUS

O segundo livro de Reis (cap. 5) revela uma pequena história com profundo significado. Os personagens são apresentados e se mostram em palavras e atitudes, e para compreender tudo é necessário dissecar todo o conteúdo da história. Vejamos o que poderemos extrair e aprender da interpretação de todo o capítulo:
I – O PODER DO HOMEM E SUAS LIMITAÇÕES
Na humanidade todo o poder tem suas limitações. Naamã era homem de autoridade e poder, mas se mostrava absolutamente limitado: estava com uma enfermidade terrível, a lepra. E a despeito de todo o poder que detinha, de todas suas posses e riquezas, a medicina da época não apresentava recursos para promover sua cura. Mas eis que surge a graça na atitude de uma menina judia escrava na casa de Naamã. Homens como o general sírio são limitados, pois não entendem as relações de Graça. O desprendimento da menina cativa – fora arrancada do seio de sua família em Israel, e ali estava a serviço forçado na casa do general sírio – que liberou generosidade…

SOMENTE EM JESUS HÁ DESCANSO PARA O HOMEM!

Mt 11.28-30 relata declarações de Jesus que sustentam: os cansados e oprimidos precisam ir a Ele, que serão aliviados; os que estão cansados e oprimidos quando se submetem a Ele, que é manso e humilde de coração, encontram descanso para suas almas. E o descanso e alívio ocorrem porque o peso, o jugo de Jesus é suave e leve.Assim somente em Jesus o homem descansa a sua alma. Sabemos quão oprimido e pesado tem vivido o homem, em especial devido a três fatores que produzem jugo sufocante e peso insuportável.Inicialmente o peso da religião.Todas as religiões expressam, por sua natureza, as tentativas do homem de se chegar a Deus. Nessa busca podem representar peso: as cerimônias e os rituais vistosos; as promessas e os votos; o moralismo e a justiça própria; e mais outras expressões de religiosidade. O que sabemos em relação a tudo isso é o que ensina o apóstolo Paulo em Cl 2.20-23: essas coisas perecem pelo uso e são inúteis. Enquanto a religião tenta levar o homem a Deus, Ele veio ao en…

AQUELE QUE COMEÇOU A BOA OBRA, A APERFEIÇOARÁ

Em Filipenses 1.3-11 identificamos alguns passos no pensamento do apóstolo Paulo, em relação aos filipenses: 1)lembrava-se deles com senso de ação de graças; 2)lembrava-se deles cada vez que orava, e, 3) essa lembrança sempre fora fonte de alegria para ele, levando-o a mostrar-se grato a Deus. E aí, a conhecida afirmação de que “... aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus” (v.6). Podemos, então, entender que existe tanto Obra quanto Boa Obra. A Obra de Deus é sempre BOA e maravilhosamente perfeita. Mas nós, pela nossa liberdade (livre arbítrio) por Ele concedida, fazemos escolhas... e aí, muitos aceitam a Obra, recebem a Graça (favor imerecido) e contentes com tal dádiva, recebem simplesmente, muito pouco pensam em dar-se, não se entregam em amor, generosidade e gratidão. São abençoados, mas não procuram abençoar. Sobre estes - e são milhões - existem bênçãos do Senhor, existe uma Obra. Mas aqui aprendemos com o apóstolo que sobre os filipenses hav…