REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

FIQUE ATENTO/A E VIGILANTE, SATANÁS QUER CIRANDAR!

O capítulo 22 do Evangelho de Lucas inicia descrevendo o plano dos principais sacerdotes e dos escribas de tirar a vida de Jesus e o pacto da traição entre estes e Judas Iscariotes. Depois presenciamos a movimentação dos discípulos para a preparação da páscoa e, chegada a hora, a própria realização da qua viria a ser a última páscoa celebrada entre eles. E aí, então, vemos o Mestre instituindo a Ceia (v.19 e 20). Mas não desejo me deter nesta parte inicial, embora tudo seja de importância vital para nós, discípulos de Cristo. O que se segue é o que, neste momento, merece minha melhor atenção. Jesus (v. 21) afirma que havia um traidor à mesa com eles e em seguida (v.23) os discípulos começam a indagar sobre quem seria dentre eles o que estava para fazer isso. Mas logo...muito rapidamente, eis que surge um assunto mais importante do que atentar para o fato de que havia um traidor entre eles, e a conversação tem seu foco desviado. Sabem vocês qual o assunto mais importante do que a traição ao Senhor...? Eis a resposta (v.24): "levantou-se também entre eles uma contenda, sobre qual deles parecia ser o maior". É possível isso acontecer? Que absurdo, essa disputa aconteceu durante a ceia! Naquele lugar, na presença do Senhor, no calor da alegre e maravilhosa comunhão, no "clima" do amor, da simpatia e da compaixão, aqueles "homens de Deus" mostravam-se interesseiros ao extremo. Assim como muitos dos homens e mulheres do nosso tempo que se exibem pregando, ensinando e sendo líderes de igreja. Muitos são os que se tornam "homens de palco", e a igreja é reduzida a um teatro. Certamente que em seguida todos receberam a reprimenda do Senhor, quando entre outros ensinos definitivos Jesus afirma que ..."estou entre vós como quem serve"(v.27c). Aprendamos, então, que em Cristo, maior é o que serve, não o que é servido. Em seguida, de forma abrupta se dirige a Simão Pedro e afirma a este que Satanás havia reclamado sua vida para cirandar como trigo (v.31). O verbo usado por Jesus significa "peneirar" e descreve o processo em que o legítico, o genuíno é separado do falso, o bom do mau. Jesus estava alertando a Pedro que os problemas viriam e que Satanás em breve atacaria os apóstolos. Aqui cabe uma indagação. O inimigo reclamou (reivindicou) a vida de Pedro a quem? A Deus, certamente. Então, é o Senhor quem autoriza certas investidas do inimigo sobre nós. Mas aí, antes que nos assustemos sobre este fato, surge a luz: Jesus no v. 32 afirma e confirma seu papel de Advogado de todos nós, posto que "Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça". Continuamos alvos da ação malígna que nos quer destruir. Satanás o inimigo do povo de Deus tem um alvo, matar, roubar e destruir, sempre. Para tanto, muitas são as armadilhas e artimanhas que continuamente nos cercam, assim, como aconteceu ali na Ceia, em que nem a presença real e visível do Senhor impediu que aqueles se comportassem como homens, frágeis, limitados, egoístas, vaidosos e imaduros espiritualmente. Aprendamos mais com os erros de Pedro e o projeto de Satanás de cirandar com ele. Em dois momentos é possível extrair mais ensinamentos sobre as aberturas dadas pelo apóstolo à ação inimiga:
1) Quando Pedro se declarou PRONTO (v.33) para ir com Jesus tanto para a prisão quanto para a morte.
Quanta presunção, misto de arrogância e ignorância!!Pedro se superestimou e assim muitas vezes acontece conosco. Tornamo-nos presas fáceis da ação maligna quando facilitamos e nos sentimos suficientes, superiores, infalíveis, poderosos, indestrutíveis e perfeitos.... prontos! A Bíblia nos alerta contra este pecado (Pv 16.18 : A soberda precede a ruína e a altivez de espírito, a queda).
2) Quando Pedro demonstrou que tinha uma VISÃO DETURPADA do Reino de Deus.
Pedro ainda não havia compreendido o eixo das Boas Novas, a mensagem central do Mestre. Para o apóstolo quando Jesus descrevia o Reino, ele via e concebia poder e grandeza na terra. E por esse poder e por essa grandeza ele estava disposto a morrer. Ele não tinha a dimensão do que anos mais tarde o apóstolo Paulo iria descrever em Rm 14.17 "Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça e paz, e alegria no Espírito Santo".
Muitas são as pessoas que, ainda hoje, facilitam a ação do inimigo porque ignoram a natureza do Reino de Deus e os verdadeiros e legítimos propósitos da Igreja. Muitas são as pessoas que continuam confundindo a Igreja como algo do homem, como um negócio que gera poder e fama, muitos outros transformam a igreja em algo como uma empresa, um circo ou até em teatro.
Nestes tempos obscuros, de muita luz ...mas artificial, o inimigo fará de tudo para cirandar você.Não esqueça disso. Fique esperto e vigilante. Jesus é a Luz verdadeira e a Videira verdadeira. Vincule-se a Ele, mantenha-se ligado - como ramo à videira, como luz à Luz - e nada o afastará dEle e de Sua Igreja.
Saiba que:
A ação de cirandar (peneirar) de Satanás atua em ocasião prevista e permitida pelo Senhor.
O alvo de Satanás é destruir a fé.
O alvo de Jesus é restaurar o cirandado para que ele fortaleça os mais fracos.
Há uma segurança em nós: podemos contar com a intercessão do Senhor !
Então, não vacile, creia, tenha fé. Permaneça nEle. Deposite sua confiança no Senhor e dependa dEle. Saiba e creia que agindo assim o inimigo não encontrará lugar para cirandar em sua vida. "Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós" (Tg 4.7). (Síntese da mensagem deste pastor levada à Comunidade no culto deste domingo 13/12/2009)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial