REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

quarta-feira, 6 de maio de 2009

PRETEXTOS E DESCULPAS DOS QUE NÃO QUEREM TER COMUNHÃO COM JESUS

Em Lc 14.1-24 aprendemos mais sobre Jesus e Seus extraordinários ensinamentos. Ele estava na casa de um dos principais dos fariseus. Era sábado e todos estavam ali em volta de uma mesa comendo. Então, conforme nos descreve o texto bíblico, Jesus logo no início, instiga a todos os intérpretes da Lei e fariseus com uma pergunta. É ou não é lícito curar no sábado? Ele fizera esta pergunta porque havia um homem hidrópico ( alguém que tem hidropisia, que é o acúmulo anormal de líquido seroso em tecidos ou em cavidades do corpo, popularmente conhecida como barrida d’água). Como não obteve resposta dos religiosos a sua pergunta, Jesus curou o homem e o despediu. Que lição Jesus continua a dar aos religiosos dos nossos dias!!! Somente os cegos espirituais continuam sem ver! A seguir faz outra pergunta àqueles homens: Qual dentre eles, se um filho ou um boi cair em um poço, não o tirará logo, mesmo em dia de sábado? Novamente não obteve resposta dos religiosos. Muito observador, Jesus vê que os convidados ali iam chegando e logo ocupavam os primeiros lugares, então, conta-lhes uma parábola. Por seu ensino, aprendo que ao chegar a um lugar – convidado, certamente – devo ocupar um dos últimos lugares, pois se tiver honra, o anfitrião logo me convidará para ocupar um lugar de destaque. Ao contrário, se logo tomar um dos primeiros lugares, pode ser que chegue um convidado mais digno -para o anfitrião- e este o convide para assentar-se no lugar indevidamente ocupado por mim. Assim, ficarei na posição vexatória de ter que sair e ocupar um dos últimos lugares. E acrescenta Jesus, ensinando a todos nós: todo aquele que se exalta, será humilhado; e o que se humilha, será exaltado. Depois se dirigindo ao anfitrião, o fariseu que O havia convidado diz: Quando deres um jantar ou uma ceia, não convides os teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem vizinhos ricos, para que cada um deles, na oportunidade de ser dado um jantar, ou uma ceia, sejas convidado em retribuição, e sejas recompensado. Antes, deve-se ao dar um banquete, convidar os pobres e os deficientes físicos. Desta forma, ou seja, assim procedendo, serás bem-aventurado (feliz serás, no Reino de Deus, espiritualmente falando). Pois estarás fazendo o bem, sabendo que não haverá recompensa, eles não retribuirão a ti. A recompensa somente será alcançada na ressurreição dos justos. Aí algo acontece, pois um dos fariseus afirma que bem-aventurado será aquele que comer pão no Reino de Deus, e Jesus conta a parábola da Grande Ceia. Certo senhor deu uma grande ceia e convidou a muitos. Na hora da ceia envia seu servo para reforçar o convite, porém os convidados apresentam pretextos e desculpas e recusam o convite para participar da ceia. Há 3 tipos de desculpas apresentadas pelos convidados:
PRIMEIRA DESCULPA: “comprei um campo e preciso vê-lo”. Convidados que dão este tipo de desculpa estão preocupados com seus bens, suas propriedades, sua riqueza, seu patrimônio, não têm qualquer disposição para estar com o Senhor.
Em síntese, aqui o pretexto é a administração dos BENS.
SEGUNDA DESCULPA: “comprei 5 juntas de bois, e vou experimentá-las”. Convidados que apresentam este tipo de desculpa estão tão envolvidos com suas ocupações que não concedem qualquer tempo ou oportunidade para cuidar de comunhão com o Senhor.
Em síntese, aqui o pretexto é a execução das TAREFAS DE TRABALHO.
TERCEIRA DESCULPA: “casei-me e por isso não posso ir”. Convidados que dão este tipo de desculpa são os que estão com muitas preocupações e responsabilidades domésticas- cônjuge, filhos, família, lazer -, enfim, estes nunca têm tempo para comunhão com o Senhor e com os irmãos.
Em síntese, aqui o pretexto é a execução das TAREFAS PESSOAIS.
O que o Senhor Jesus nos mostra é que em cada um dos exemplos houve má vontade em participar da Ceia e da Comunhão com o Senhor.E aí Cristo declara – e continua advertindo-nos até hoje – que nenhum dos que se recusam a estar com Ele, certamente NÃO estarão com Ele.Aqui é importante destacar algumas conclusões que o texto nos concede:
- Pecadores que, persistente e descaradamente, rejeitarem as propostas de misericórdia divina, tremerão tarde demais, quando virem que estão à disposição da ira de Deus. Depois que as portas do banquete do Evangelho estiverem fechadas, os que rejeitarem Cristo clamarão em vão para entrar.
- Milhares dos que estavam espiritualmente enfermos e inválidos e que aceitaram o convite do Senhor de “vinde a mim” agora comem pão no Reino de Deus.
- Quanto a nós que estamos ceiando com o Senhor, cabe-nos fazer o Convite, em nome de Jesus, a fim de trazermos todos para A Grande Ceia que está posta, à espera daqueles que aceitarem Jesus Cristo, como Senhor e Salvador.
Por fim, um último aviso, da parte do Senhor: Venha a Cristo, antes que seja tarde demais! E uma última pergunta: Qual é o seu pretexto, qual a sua desculpa para não estar em comunhão e não participar da Ceia com o Senhor? São os bens, são as atividades do trabalho e dos negócios, são os assuntos pessoais ? Qual é a desculpa da vez? (Síntese da mensagem deste pastor levada à Comunidade no culto de domingo 03/05/2009)

Marcadores: