REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

O APELO DO SENHOR PELA SALVAÇÃO DE TODOS!

O capítulo 55 do livro de Isaías evidencia, de forma incontestável, que o Senhor espera que todos busquem a salvação. Então, que fique claro: o plano de salvação não é privilégio apenas do povo de Israel e de seus descendentes, mas se estende a todos os povos, nações e etnias, aos gentios e estrangeiros. Lendo todo o texto e analisando o contexto é plenamente possível destacar tópicos para melhor ilustrar a mensagem da Palavra de Deus: 1) O SENHOR CONVIDA A QUE TODOS VENHAM ÀS ÁGUAS E COMPREM SEM DINHEIRO. Aqui entendemos que a água que sacia e aplaca a sede,fisicamente falando, também simboliza saciar a sede da vida eterna. O vinho representa a alegria de quem está no Senhor. O pão e o leite representam o alimento da Palavra de Deus. Tudo isso é disposto gratuitamente pelo Senhor para todos aqueles que O buscam. Mas há aqueles que vacilam e não querem beber da água, do vinho e do leite, embora sejam oferecidos de graça, muitos são os que não aceitam, por dois motivos: inicialmente, julgam-se auto-suficientes em seus caminhos e afirmam que não precisam de Deus; depois, asseguram que têm coisas mais importantes para fazer. Para estes, o Senhor lança a pergunta! (v.2): "Por que gastam o dinheiro naquilo que não é pão? E o suor (trabalho) naquilo que não satisfaz?". Muitos são os que após anos de trabalho, passam a se perguntar: Para que trabalhamos tanto? Muitas são as dúvidas sobre o futuro. E aí se perguntam: E os nossos planos?Para estes, o Senhor responde: (v.3) "Inclinem os seus ouvidos e venham a mim, e a sua alma viverá, porque farei com vocês uma aliança perpétua". Mais de sete séculos depois dessa profecia, cumpriu-se em Cristo Jesus a aliança prometida. Eis que, em seguida, vem o alerta para os que ainda não se decidiram por Jesus. (v.6): "Busquem ao Senhor enquanto se pode achar, invoquem a Ele enquanto está perto". 2) OS PLANOS E OS PENSAMENTOS DE DEUS SÃO MAIS ALTOS QUE OS DOS HOMENS. Muitos são os que até desejam fazer uma aliança com Deus, mas não não estão dispostos a entregar seus planos e suas vidas a Ele. Muitos são os que procuram estabelecer seus próprios planos e simplesmente seguem em frente, respondendo a sua própria vontade e desejos. É certo que em relação aos planos de Deus, nem sempre conseguimos conhecê-los. Muitos são os que, quando isto ocorre, reclamam muito de certos momentos, em suas vidas, quando se sentem consternados, posto que nem tudo acontece como havia sido planejado. Portanto, às vezes muitos são os que dizem que se entregam à Ele, mas não entregam-se, de fato. Muitos são os que até se entregam, mas não confiam, o que é a mesmo que não se entregar. Outros mais, tentam impor a Deus o que Ele deve ou não fazer. Nos v. 8 e 9 encontramos o Senhor afirmando que Ele não age da mesma forma que nós; seus planos e Seus pensamentos são sempre maiores e mais elevados do que os nossos. Por isso, não fique surpreso, quando não conseguir entender os planos e os pensamentos do Senhor: "Os meus pensamentos não são os seus pensamentos, nem os seus caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor".3) A PALAVRA DO SENHOR NÃO VOLTA VAZIA. Aqui o Senhor assegura que qualquer palavra que sai de Sua boca não voltará vazia, mas prosperará naquilo que o Senhor designar. Uma palavra proferida, por qualquer um de nós, tementes à Deus, e entregue a alguém, estará sempre fazendo o seu devido e necessário efeito na vida de quem a ouviu. O Senhor da seara estará realizando a obra e fazendo a semente germinar. 4) O SENHOR TRANSFORMARÁ DIFICULDADES, DORES E DISSABORES EM BÊNÇÃOS. A promessa que encerra este capítulo é muito clara e maravilhosamente expressa a Graça que é liberada pelo Senhor - a todos os que se permitem serem GUIADOS por Ele (v.12 e 13): " Vocês sairão com alegria, e em paz serão guiados, os montes e outeiros romperão em cântico diante de vocês. Em lugar do espinheiro, crescerá o cipreste, e em lugar da sarça, a murta, e será isto Glória para o Senhor e Memorial Eterno que jamais será extinto." (Síntese da mensagem deste pastor levada à Comunidade no culto de domingo 01/11/2009)