REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

COSMOVISÃO CRISTÂ: FÉ E RAZÃO, SIM! FANATISMO E INTOLERÂNCIA, NÃO!

Vivemos um tempo em que cada um tem sua “verdade” e seu modo de interpretar a vida. Mas a questão que coloco é: como são, na visão de Deus, a ciência, a tecnologia, a família, a religião, a juventude, a sexualidade, a educação, os negócios, o governo, a igreja e todas as áreas da vida? Questões assim são diariamente a nós apresentadas, mas muitas respostas são distantes e inconsistentes, respaldadas em uma fé superficial, emocional, muito mais fruto de sensações, do que da razão ou do pensamento bíblico. Nossas respostas a essas questões têm ligações com a forma como interpretamos as coisas e como vemos o mundo em nossa volta, ou seja, com a cosmovisão. Cosmovisão é um conjunto de suposições e crenças que alguém usa para interpretar e formar opiniões acerca da sua humanidade, propósito de vida, deveres no mundo, responsabilidades para com a família, interpretação da verdade, questões sociais, etc. Um cristão deveria ver essas coisas, e todas as demais, guiado pela luz que recebe de  Deus. O problema que se apresenta, em relação ao cristianismo atual, é que muitos mesclam a cosmovisão cristã, que se sustenta na Bíblia como Palavra de Deus, que não faz acepção de pessoas e que é Amor, com a cosmovisão das diversas correntes do pensamento humano. E aí, ao lado da misericórdia de Deus que dura para sempre, convivem a intolerância e a rigidez religiosa de tantos que acreditam expressar Deus, mas o que fazem é afastar o homem cada vez mais dEle! Triste e lamentável! Por isso, busquemos mais de Deus e menos do homem; mais de Deus e menos da religião!