Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 22, 2012

QUE AMOR É ESSE?

Mc 15.1-15 nos descreve os momentos em que Jesus, sendo preliminarmente julgado pelo Sinédrio, sacerdotes, anciãos e escribas, é conduzido até Pilatos para interrogatório e sentença final. Jesus não havia feito mal algum. Ele não era homicida, tampouco ladrão, ou malfeitor. Ele nunca errou, não pecou, por que, então, acusá-lo, condená-lo? Somente de uma atitude poderiam aqueles homens acusar Jesus, a de amar! Isso Ele fez, e muito! Amar como nunca ninguém jamais amou: este foi Seu legado! Jesus amou e ama todo tipo de pessoa! Na parte final do texto citado, deparamo-nos com a pessoa de Barrabás. Quem era ele? Sabemos o que nos diz o texto: ele fora preso com amotinadores, que por conta de um tumulto, mataram alguém. Então, ele era um homicida. Havia um costume de, por ocasião das festividades, libertarem um condenado (como que um indulto que acontece, ainda hoje, por ocasião do natal, em nosso país). Pilatos ainda esperava que a multidão indicasse Jesus para ser solto, mas a massa ins…