REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

DISCERNINDO O QUE É VERDADEIRO DO QUE É FALSO!

O que é verdadeiro e o que é falso na vida? Tudo o que vemos, lemos e ouvimos é verdadeiro? E o que é falso? Você sabe distinguir? Como é que você faz para saber se algo é verdadeiro ou falso? Quando uma jóia é verdadeira? Quando uma obra de arte (quadro ou escultura) é verdadeira ou falsa? Segundo os dicionários a palavra verdade pode ter vários significados, desde “ser o caso”, “estar de acordo com os fatos ou a realidade”, ou ainda “ser fiel às origens ou a um padrão”. Verdade pode, ainda, significar o que é real ou possivelmente real dentro de um sistema de valores. Esta qualificação implica o imaginário, a realidade e a ficção, questões centrais tanto em antropologia cultural, artes, filosofia e a própria razão. Como não há consenso entre filósofos e acadêmicos, várias são as teorias e visões acerca da verdade que existem e continuam sendo debatidas. Para nós, cristãos, discípulos e seguidores de Cristo é verdade e, consequentemente, são doutrinas verdadeiras tudo o que o Evangelho expõe e, mais genericamente, tudo o que está expresso na Bíblia Sagrada que nos revela o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Mas a Palavra de Deus nos alerta diversas vezes sobre coisas, pessoas e ensinos que são falsos, ou seja, não são provenientes ou compatíveis com os ensinos do Mestre ou dos verdadeiros apóstolos, ministros e profetas do Senhor. Vejamos sete citações bíblicas sobre verdades, mentiras e falsidades na caminhada cristã. Oremos, pois, ao Senhor para que possamos distinguir se pessoas, coisas ou circunstâncias são verdadeiras ou falsas:
1 – CRISTO FALSO (Mt 24.5)
Não se engane, o Mestre alerta que muitos virão afirmando ser o próprio Cristo, mas serão falsos:
“Porque virão muitos em meu nome, dizendo eu sou o Cristo, e enganarão a muitos".
2 – PROFETAS E MESTRES FALSOS (2 Pe 2.1-3)
Não se engane, o apóstolo Pedro alerta sobre os falsos profetas e falsos mestres com seus ensinos heréticos que visam destruir:
“Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até o ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; também movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme”.
3 – EVANGELHO FALSO (Gl 1.6-9)
Não se engane, o apóstolo Paulo alerta sobre os perigos de um falso evangelho que surge por aí e que conduz à ruína:
“Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o Evangelho de Cristo. Mas, ainda  que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos tenha pregado, sejá anátema. Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema”.
(OBS: Anátema tem o sentido de maldito, expulso do nosso meio, excluído ou excomungado nos ritos católicos).
4 – DOUTRINAS FALSAS (Hb 13. 9)
Não se engane, o autor de Hebreus alerta sobre doutrinas estranhas que existem por aí:
“ Não vos deixeis envolver por doutrinas várias e estranhas, porquanto o que vale é estar o coração confirmado com graça e não com alimentos, pois nunca tiveram proveito os que com isto se preocuparam”.
5 – ADORAÇÃO FALSA (Mt 15. 8,9).
Não se engane, Jesus alerta sobre adoração com os lábios, mas ausente no coração:
“Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens”.
6 – MINISTROS E APÓSTOLOS FALSOS (2 Co 11. 12-15).
Não se engane, o apóstolo Paulo alerta sobre falsos ministros e obreiros na Seara do Senhor, pois são enganação e anjos de luz de Satanás, não de Deus:
“Mas o que faço e farei é para cortar ocasião àqueles que a buscam (a verdade de Cristo) com o intuito de serem considerado iguais a nós, naquilo em que se gloriam. Porque os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo. E não é de se admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus (de Satanás) próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme as suas obras”.
7 – ORAÇÃO FALSA (Tg 4.3,4).
Não se engane, Tiago alerta sobre a oração que não agrada a Deus, pois soa falsa e egoísta:
“Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres. Infiéis, não compreendeis que a amizade do  mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.”
Oremos, pois, ao Pai em nome do Filho, Jesus Cristo, para que nos amplie a visão espiritual e o discernimento necessário para ver o invisível, ouvir o inaudível e sentir o insensível; para que, acima de tudo, não venhamos a nos iludir e cair nas astutas ciladas do tentador que a tudo e a todos quer confundir e enganar. Saibamos todos, então, que as experiências da vida e as Sagradas Escrituras nos ensinam que não basta falar de Deus, portar-se como um homem ou uma mulher de Deus, para que possamos identificá-lo/a como tal. Não é sem razão que presenciamos escândalos de toda natureza envolvendo pessoas que se fazem passar por servos e por servas do Deus Altíssimo, mas que, efetivamente, estão a serviço de Satanás! Duras palavras, certamente! Mas fique vigilante, pois a Bíblia já denunciava, desde os primórdios da Igreja e assim continua até hoje: existem, em nosso meio, tanto falsos pastores, falsos profetas, falsos apóstolos, falsas doutrinas, falsos ensinos, falso evangelho, quanto falsos messias, falsa adoração e falsas orações! Reflita sobre isso! E saiba discernir entre o que é verdadeiro e o que se passa por - tem toda a aparência – mas não é! (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 20/11/2011).