sábado, 28 de dezembro de 2013

VOCÊ É CRISTÃO.... ENTÃO, NÃO ESQUEÇA QUE O CUMPRIMENTO DA LEI SE EVIDENCIA NO AMOR!

Pensemos em nosso ambiente evangélico hoje. Como há leviandade espiritual, mau testemunho, quase oba-oba e festa! Cristãos festivos, sem engajamento, em busca de riquezas, de prosperidade, de melhor carro, de saúde, de vitória material , mas sem engajamento, sem vida sacrificial. No passado, a prova da fé era morrer por amor a Cristo. Hoje, a prova da fé, para alguns, é enriquecer graças a Cristo. Muito do que hoje se chama "vitória da fé" nada mais é que um materialismo pragmático grosseiro. Não se vê desprendimento, mas ajuntamento de riquezas. Esta é uma questão muito séria: estão os filhos de Deus cumprindo os dois mandamentos sintetizadores da lei (Mateus 22.36-40), na ótica de Jesus? Ou estão sufocados por um capitalismo espiritual, que vê as coisas como valor supremo da vida?
Você ama a Cristo sobre todas as coisas? Ama-o mais que ao seu carro, que à sua casa de campo e ao seu apartamento na praia? Você morreria por Cristo? O tão criticado Tomé nos deixou um dos maiores rasgos de fé do Novo Testamento: " Vamos nós também, para morrermos com ele" (João 11.16). Podemos dizer como ele? Você morreria por Cristo?
Você ama seus irmãos em Cristo ou os vê como estorvo? Um cristão, provavelmente muito aborrecido com seus irmãos na fé, compôs os seguintes versos:
Viver com os santos no céu,
oh que glória!
Viver com eles aqui na terra?
Bem, isto é outra história!
Mas por mais aborrecidos que estejamos e por mais que nossos irmãos tenham falhado conosco, não podemos ter esta postura crítica. Não é este o padrão de relacionamento proposto aos cristãos. Por mais que racionalizemos, sabemos que não é. Qualquer desculpa que se dê é apenas a atitude de um coração endurecido que tenta se justificar em vez de se corrigir. 
Jesus encarnou na sua vida os dez mandamentos, que, de forma admirável, sintetizou em dois. Amou a Deus até o fim. E amou o próximo até o fim:" havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim" (João 13.1). A maior prova do seu amor está na cruz, em que ele mostrou seu amor ao Pai, obedecendo-o (lembre-se do tão conhecido texto de Filipenses 2.8), e mostrou seu amor pelos homens, por eles morrendo. Mais do que externalidades, o cumprimento dos dez mandamentos se evidencia em amor. 
"Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também" (João 13.15).
" Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes" (João 13.17).
(COELHO FILHO, Isaltino Gomes. A atualidade dos dez mandamentos. São Paulo: Exodus, 1997, p.139,140)

EM 2014 TENHA MAIS ATITUDES.... MENOS LOUVOR!

Na concepção da vida cristã de muitos, hoje, o que há de mais importante é o êxtase, o louvor, a contemplação. A vida cristã tem passado por um processo de desfiguração, de descaracterização, sendo entendida como sensações, emoções, cânticos e louvor. Pouco diferente da estrutura de seitas orientais que enfatizam somente o misticismo. Ora, não se pode ignorar que um forte componente do ensino bíblico é a ética. A vida conta mais que o louvor. Por mais estranho que isso pareça aos nossos ouvidos, Deus está mais interessado em nossas atitudes que em nosso louvor! (COELHO FILHO, Isaltino Gomes . A atualidade dos dez mandamentos. São Paulo: Exodus, 1997, p. 98).

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

DEU NO JORNAL: “SER MUITO MATERIALISTA PODE FAZER MAL À SAÚDE”!

No jornal “O Globo” de hoje, deparei-me com a manchete acima e parei para ler. Veja o inteiro teor da matéria acessando o link: 
http://oglobo.globo.com/saude/ser-muito-materialista-pode-fazer-mal-saude-11138906.
Que interessante! Se por um lado, os cientistas se rendem ao materialismo e se negam, categoricamente, a discutir e a aceitar as verdades espirituais, a própria ciência evidencia agora que quem se porta e vive como materialista vai ser seriamente afetado na saúde. Uma pesquisa realizada por reconhecida instituição americana, a Universidade de Michigan, chegou a conclusões impactantes, pois revela que materialistas tendem a adotar comportamentos geradores de estresse, preocupando-se mais com as coisas que as pessoas e, então, veem deteriorar a qualidade de vida e aumentar o risco de diversas doenças físicas. Outra conclusão importante: pessoas que vivem preocupadas em possuir bens para assim se sentirem bem, também veem aumentar a ansiedade, e, quando não conseguem alcançar o que almejam, têm baixa autoestima e depressão. Na sequência da matéria, lemos que “o Natal se aproxima e, a despeito do espírito de amor e união que envolve a data, há pessoas que, no fundo, estão mais preocupadas com os presentes”... ( ) “O Natal é um bom  momento para se refletir sobre essa inversão de valores”. E mais: “Estresse gera doenças em todo o corpo. Reconhecidamente, o estresse é um fator que desencadeia grande variedade de problemas de saúde, como diabetes, síndrome do colo irritável, alergias, hipertensão, queda na produção de esperma e diminuição da libido. Ataques de pânico, falta de concentração, enfraquecimento do sistema imunológico e redução da densidade óssea são outros efeitos negativos do estresse no organismo. Para a psicóloga e psicoterapeuta Andreia Calçada, as pessoas devem fazer do Natal um momento de encontro e celebração, nunca um culto ao materialismo: - Ter roupas legais, computador moderno, carro do ano, tudo isso é bom, desde que não passe por cima de coisas que são mais importantes. Insatisfação crônica é outra consequência”.
Reflita sobre isso e neste Natal pare, e se você tem tendências materialistas, pense nas consequências. Não sou um defensor de religião, mas da espiritualidade tão necessária para uma vida mais ampla, mais saudável, posto que nos tornam mais humanos.
Veja Cristo neste Natal! Ele é a fonte da vida, da luz e do amor!
Não se apegue às doutrinas e aos conceitos dos homens, antes, procure a verdade que liberta!
Desprenda-se das coisas e dos presentes que possa receber, entregue-se á essência da vida.
Doe-se cada vez mais ao outro, não veja nem ressalte os erros e defeitos, antes detenha-se nas qualidades e aí viverá mais, estressando-se menos.
O materialismo faz mal à saúde, a espiritualidade nos leva à prática do bem! E acredite: fazer o bem, faz muito bem!

Tenha você um Feliz Natal e que Deus, em Cristo Jesus, nasça e renasça em seu coração e em sua vida, com a força revigorada do Amor, da Esperança, da Fé, da Graça e da Paz!   

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

O SENHOR É GUARDA FIEL E PROTETOR, DELE VEM O SOCORRO !

O salmo 121 não possui autoria conhecida, mas retrata bem o clamor e a certeza de que em Deus podemos confiar e nEle esperar sempre, pois é Ele quem nos guarda e protege. Ele nunca dorme, nem cochila. Ele sempre estará ao nosso lado para nos proteger, basta nEle confiar! 
É certo que todos passamos por momentos difíceis, tanto com problemas, como com situações desagradáveis e que tiram a nossa paz. Essas situações nos levam a buscar uma solução, um socorro que possa nos trazer alívio, paz e vitória. As pessoas costumam procurar em diversos lugares por socorro. Buscam pessoas ou coisas que possam socorrê-las, mas quase sempre não encontram, pois o socorro verdadeiro não existe onde estão procurando. O socorro eficaz está em Deus. Como poderemos saber disso? Lendo e compreendendo as verdades contidas no Salmo 121, identificamos, em cada versículo, uma verdade que deve marcar nosso caminho com Cristo:
I – O SOCORRO ESTÁ EM DEUS: quem escreveu o salmo certamente passava por alguma situação difícil, então, busca o socorro no Senhor. “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?” (v. 1). Os “montes” simbolizam Sião e Jerusalém, e o templo que, naquela época, representava para o povo a presença viva de Deus ali. O salmista buscava encontrar a presença de Deus, pois sabia que o seu socorro viria do Senhor.
II – O SOCORRO DE DEUS É CERTO: “O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.” (v. 2). Não há qualquer dúvida de que Deus viria socorrer o salmista. O salmista poderia ter dito: “eu acho que o meu socorro vem do Senhor”, ou então: “o meu socorro talvez venha do Senhor”; mas ele foi enfático e com fé em Deus declara: “O meu socorro vem do Senhor”.
III – DEUS QUE SOCORRE É SOBERANO SOBRE TODAS AS COISAS: “Ele não permitirá que os teus pés vacilem…” (v. 3). Tudo está debaixo da permissão de Deus. Nada pode acontecer sem a permissão Dele. Todos os seus problemas estão sob Sua autoridade. Se você crer nisso, deve descansar e encontrar paz, pois Ele não deixará que você fique enfraquecido, perca o ânimo, desista ou vacile!
IV – DEUS QUE É SOBERANO ESTÁ ALERTA AO QUE ACONTECE EM MINHA VIDA: “É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel.” (v. 4). Não há perigo de Deus se esquecer de você, pois Ele não cochila, nem dorme; está sempre alerta, é onisciente, onipresente, onipotente. É o guarda perfeito, que vigia a todo instante aos Seus!
V- DEUS QUE ESTÁ ALERTA AO QUE ACONTECE EM MINHA VIDA, ESTÁ BEM PRÓXIMO DE MIM: “o Senhor é a tua sombra à tua direita.” (v. 5). Deus acompanha os seus adoradores, não os deixa, não os desampara. Assim como sua sombra que nunca se distancia de você, assim é Deus com você! Ele está totalmente próximo, participando da sua vida, bem de perto!
VI – DEUS QUE ESTÁ BEM PRÓXIMO DE MIM, ESTÁ ME CONDUZINDO EM TODOS OS MOMENTOS: “De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua.” (v. 6). O Senhor sempre socorrerá você nas dificuldades da vida. Ele não descansa, sua proteção é de 24 horas, ininterruptamente, quer haja a luz do dia, ou a escuridão das noites frias e traiçoeiras, Ele estará bem próximo conduzindo você!
VII – DEUS QUE ME CONDUZ EM TODOS OS MOMENTOS, ME PROTEGE, SEMPRE: “O Senhor te guardará de todo mal; guardará a tua alma.” (v. 7). Deus esconde você debaixo de Sua proteção. Você pode passar por muitas tribulações, mas saiba que Ele guarda como um cuidadoso Pai, assim como um pássaro guarda os seus filhotes no ninho, livrando-os de qualquer sobressalto ou perigo.
VIII- DEUS QUE ME PROTEGE SEMPRE, CUIDARÁ DE MIM EM TODOS OS LUGARES E EM TODOS OS MOMENTOS: “O Senhor guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.” (v. 8). Os seus passos estão debaixo da supervisão e dos cuidados de Deus.
Aposse-se destas verdades e não tema, tampouco vacile. Seu socorro está no Senhor, Ele, somente Ele, guarda e protege! Ele está agora e no futuro sempre estará pronto a socorrer você! (Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 22/12/2013).