REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

sábado, 28 de dezembro de 2013

VOCÊ É CRISTÃO.... ENTÃO, NÃO ESQUEÇA QUE O CUMPRIMENTO DA LEI SE EVIDENCIA NO AMOR!

Pensemos em nosso ambiente evangélico hoje. Como há leviandade espiritual, mau testemunho, quase oba-oba e festa! Cristãos festivos, sem engajamento, em busca de riquezas, de prosperidade, de melhor carro, de saúde, de vitória material , mas sem engajamento, sem vida sacrificial. No passado, a prova da fé era morrer por amor a Cristo. Hoje, a prova da fé, para alguns, é enriquecer graças a Cristo. Muito do que hoje se chama "vitória da fé" nada mais é que um materialismo pragmático grosseiro. Não se vê desprendimento, mas ajuntamento de riquezas. Esta é uma questão muito séria: estão os filhos de Deus cumprindo os dois mandamentos sintetizadores da lei (Mateus 22.36-40), na ótica de Jesus? Ou estão sufocados por um capitalismo espiritual, que vê as coisas como valor supremo da vida?
Você ama a Cristo sobre todas as coisas? Ama-o mais que ao seu carro, que à sua casa de campo e ao seu apartamento na praia? Você morreria por Cristo? O tão criticado Tomé nos deixou um dos maiores rasgos de fé do Novo Testamento: " Vamos nós também, para morrermos com ele" (João 11.16). Podemos dizer como ele? Você morreria por Cristo?
Você ama seus irmãos em Cristo ou os vê como estorvo? Um cristão, provavelmente muito aborrecido com seus irmãos na fé, compôs os seguintes versos:
Viver com os santos no céu,
oh que glória!
Viver com eles aqui na terra?
Bem, isto é outra história!
Mas por mais aborrecidos que estejamos e por mais que nossos irmãos tenham falhado conosco, não podemos ter esta postura crítica. Não é este o padrão de relacionamento proposto aos cristãos. Por mais que racionalizemos, sabemos que não é. Qualquer desculpa que se dê é apenas a atitude de um coração endurecido que tenta se justificar em vez de se corrigir. 
Jesus encarnou na sua vida os dez mandamentos, que, de forma admirável, sintetizou em dois. Amou a Deus até o fim. E amou o próximo até o fim:" havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim" (João 13.1). A maior prova do seu amor está na cruz, em que ele mostrou seu amor ao Pai, obedecendo-o (lembre-se do tão conhecido texto de Filipenses 2.8), e mostrou seu amor pelos homens, por eles morrendo. Mais do que externalidades, o cumprimento dos dez mandamentos se evidencia em amor. 
"Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também" (João 13.15).
" Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes" (João 13.17).
(COELHO FILHO, Isaltino Gomes. A atualidade dos dez mandamentos. São Paulo: Exodus, 1997, p.139,140)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial