segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

FAZENDO AOS HOMENS, MAS COMO PARA DEUS

O texto bíblico de Cl 3.23-25 trata da ética e da busca espiritual baseadas no relacionamento dos que estão em Cristo. A rigor todo o capítulo 3 instrui para um viver santo e genuinamente cristão, quando o apóstolo Paulo nos ensina sobre a união do crente com Cristo, agora e para sempre. Inicialmente é descrita a necessidade de nossa união com Cristo glorificado, ressurreto. Dessa união resulta que os vícios deverão ser abandonados. Em consequência as virtudes devem ser cultivadas, e finalmente é ensinado sobre a prática de nossas responsabilidades sociais como homens, mulheres, casais, filhos, servos, empregados, trabalhadores. É preciso ainda destacar que o apóstolo Paulo (3.22 e 4.1) não defende nem apóia a escravidão, antes conclama tanto os serviçais (escravos) quanto os senhores a demonstrar princípios cristãos nos relacionamentos. Mas em tudo os versículos-chaves são os 23, 24 e 25: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo. Quem cometer injustiça receberá de volta injustiça, e não haverá exceção para ninguém”.O Senhor nos ensina que devemos fazer tudo como se fosse para Ele, pois assim seremos recompensados. Como tudo seria tão diferente se todos estivessem dispostos a servir aos outros como se fosse ao próprio Senhor!!!Abra os olhos e veja a necessidade de quem está ao seu lado!
Abra os olhos e veja que a pessoa que está ao seu lado é amada pelo Senhor e Ele deseja que você o ajude!
Abra os olhos e se coloque à disposição do Senhor para servir mais!
Devemos ajudar a saciar a fome e a sede dos necessitados!
Devemos ajudar a confortar e consolar os desanimados!
Devemos ajudar a dar carinho aos rejeitados! É preciso fazer mais!
Faça mais... Sirva mais... Ajude mais.... Ame mais! Não é para o homem que você está fazendo... É PARA O SENHOR!(Síntese da mensagem deste pastor levada à Comunidade no culto de domingo 08/02/2009)