quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

O CRESCIMENTO NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO DO SENHOR

Tanto em Lucas 2.52 quanto em 2 Pedro 3.18 há menção para o tipo de crescimento destacado no título desta mensagem.
No primeiro texto, trata-se da vida do próprio Jesus Cristo, enquanto menino em crescimento, passando a adolescente, jovem e homem adulto. É certo que a expressão usada por Lucas ao descrever o crescimento de Jesus é “em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens”. No segundo texto, o apóstolo Pedro expressa seu desejo de que os destinatários de sua carta doutrinária crescessem “na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”.
Em essência, o crescimento é a meta. Não se pode aceitar que o ser humano nasça e simplesmente se prepare para a morte. Antes, é preciso crescer. O crescimento, inicialmente, se dá em estatura. Um bebê é um ser bem pequenino. Mas ao longo de sua vida vai crescendo. No geral, um bebê, ao nascer, apresenta-se ao mundo com o peso entre 2,2 kg e 3,5 kg e o comprimento entre 48 e 55 cm. E aí, depois paulatinamente vai crescendo. Fisicamente, pode passar de 2 m e de 200 kg de peso, um verdadeiro gigante, em alguns casos.
Conquanto que em termos físicos, o crescimento se dá de forma natural e segundo a estrutura e conformação genética herdada dos pais, sabe-se que chegará um tempo em que o crescimento natural cessa. Em termos espirituais, a normalidade é que o crescimento nunca cesse. Por quê!
Porque, espiritualmente falando, o crescimento é a meta do cristão. A maturidade é, então, obrigatória, se quisermos desenvolver um relacionamento mais completo com Deus e com o nosso semelhante.
Em termos físicos, quando uma criança para de crescer, os pais, os médicos e todos os da família se preocupam, pois sabem que algo errado está acontecendo. Assim, também, ocorre em termos espirituais.
Nossa meta é o crescimento espiritual. Quando um cristão para de crescer é necessário ajuda. Se você é o mesmo cristão de dez, cinco, três ou um ano atrás, cuidado!
Você está enfermo espiritualmente, e é melhor fazer um check-up.
Não em seu corpo físico, mas em sua mente, em sua alma, em seu espírito!
Ao longo de nossas vidas, desenvolvemos hábitos. Muitos são saudáveis, mas há muitos outros nem tanto assim.
Espiritualmente falando, se quisermos crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo precisamos cultivar e manter regularmente, pelo menos, quatro hábitos, extremamente saudáveis:
PRIMEIRO HÁBITO: É PRECISO ORAR.
Muitas são as recomendações bíblicas para a prática da oração. Faça disso um hábito e você verá grandes coisas acontecendo em sua vida. Quem ora, fala com Deus. Quem ora, passa a ter mais intimidade com o Pai. Quem ora, é ouvido, sempre.
SEGUNDO HÁBITO: É PRECISO ESTUDAR A PALAVRA DE DEUS E SUAS DOUTRINAS
Não se torne, apenas, um mero frequentador de igreja, em especial, apenas, nos cultos dominicais. Quem assim procede não cresce, espiritualmente. Estude a Bíblia, detenha-se na leitura sistemática das doutrinas e, principalmente, ponha em prática o que leu e estudou. Assim, haverá mudança de vida e verdadeiro e solidificado crescimento espiritual.
TERCEIRO HÁBITO: É PRECISO INVESTIR MAIS NA OBRA DO SENHOR
Invista mais tempo e dinheiro. Dedique mais de seu tempo para ajudar. Contribua habitualmente para a expansão da obra de Deus.
Pessoas amadurecidas espiritualmente fazem isso com alegria e comprometimento.
QUARTO HÁBITO: É PRECISO CRIAR VÍNCULOS PESSOAIS DE COMUNHÃO E SOLIDARIEDADE.
Temos aprendido muito sobre isso na Comunidade. Nosso lema nos reporta à comunhão plena. O cristão não pode se isolar. Não existe cristianismo, tão somente, na comunhão individual do fiel com o Senhor. Atente bem para a palavra de Jesus ao descrever o maior (ou o principal) dos mandamentos: é preciso amar o Pai acima de tudo; mas a relação não cessa aí. É preciso, ainda, amar o próximo como a si mesmo. Para amar e continuar amando, somente existe uma condição: criar vínculos de comunhão e solidariedade. Manter uma via de mão dupla é condição para crescer mais: dar para receber; amar para ser amado; ser solidário e amigo, para receber mais e sempre!
Cristo nos ensina muito em cada passagem bíblica de Sua caminhada terrena. Em especial, e em resumo, o que cada um precisa aprender com Ele?
- a ser manso e a humilde;
- a ser pequeno se pretende se tornar grande em Seu Reino;
- a dar para receber.

Portanto, convido você a crescer mais na Graça e no Conhecimento do Senhor. Convido você a desenvolver todos estes saudáveis hábitos. Faça isso e eles irão proporcionar conforto espiritual e crescimento que farão com que o Senhor sempre esteja alegre com você. E não se esqueça que: “A alegria do Senhor é a nossa força”! (Neemias 8.10). Se você crescer cada vez mais, trará alegria ao Pai, e aí fortalecido você estará! Fortalecido, cada vez mais, você verá a Glória de Deus se manifestando em sua vida. Fortalecido, cada vez crescerá mais na Graça e no Conhecimento de Jesus Cristo, Seu Filho amado! Pense nisso! (Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 09/02/2014).