REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

COM ROSTOS DESCOBERTOS, SOMOS COMO ESPELHO REFLETINDO A GLÓRIA DE DEUS!

No Caminho com Cristo não ficamos parados, mas firmes estamos caminhando. Mal paramos para um breve descanso, pois, caminhar é preciso. Muitas são as pessoas que nos cercam e que esperam ver a transformação que só o Espírito Santo faz na vida de cada pecador arrependido. Em 2 Co 3.18 a analogia que o apóstolo Paulo faz é apropriada. Precisamos, então, observar um espelho e verificar que tipo de cuidado precisamos ter para que sejamos usados pelo Senhor, refletindo Sua glória no mundo. O capítulo 3 da segunda carta aos Coríntios é marcado pela forma como Paulo destaca a superioridade da nova aliança sobre a antiga. Em Moisés, a lei era o ministério da condenação e da morte, mas em Cristo há o ministério do Espírito, que é o ministério da justiça. Em Moisés o véu era transitório, em Cristo não há véu, a glória é permanente. Como espelho podemos ver refletida a glória do Senhor. Mas antes, vejamos como isso verdadeiramente ocorre. 1) Para ser espelho que Deus usa e refletir a glória de Deus, descubra o rosto.Quando contemplamos o espelho espiritual não vemos a nós mesmos como pessoas dotadas de pouca espiritualidade, enfraquecidas pelos pecados e pelas debilidades humanas, em parte bons, em parte maus, em parte fortes, em parte fracos, em parte bem-sucedidos, em parte fracassados. Antes no espelho o que vemos é a imagem do que devemos ser, no que nos tornamos, a saber, a imagem de Cristo. 2) Para ser espelho que Deus usa e refletir a glória de Deus, esteja limpo. Se a imagem refletida no espelho não estiver nítida, não tiver brilho, a causa pode ser a presença de pequenas manchas internas, ou mesmo poeira, sujeira, riscos ou ranhuras, e isso dificulta a nossa visão. Assim sucede em nossa vida espiritual, nossos pecados encobrem o rosto de Cristo em nós e as nossas iniquidades nos separam de Deus (Is 59.2). Se desejamos refletir a glória de Deus com todo o Seu brilho e majestade, é preciso diariamente purificar nossas vidas, confessando os nossos pecados, na certeza de que Ele é fiel e justo para perdoar e purificar de toda a injustiça (1 Jo 1.9). 3) Para ser espelho que Deus usa e refletir a glória de Deus, esteja bem direcionado. Mesmo que estejamos descobertos e limpos, o espelho só é capaz de refletir o objeto ou a pessoa que para ele está direcionado. O cristão que não estiver em sintonia com o Senhor refletirá outras imagens, não a de Cristo, não a Sua Glória. Ao direcionar nosso olhar e as nossas vidas para Jesus, passamos a refletir cada vez mais, a Ele, a Sua glória, através de nossas vidas. E aí, então, de glória em glória, passo a passo, somos transformados. Então, a transformação, que é contínua e gradativa, em nossas vidas, será revelada, pois estarão refletidas em nós, a LUZ, o AMOR e a GLÓRIA de Deus. Portanto, como espelho, contemplaremos a grandiosidade do ser em Cristo e é nessa contemplação que recebemos Sua grandiosidade, passando de glória em glória, de estágio em estágio da espiritualidade. É certo que a glória de Cristo não pode ser meramente contemplada por nós; antes, Ela nos transforma. e é isso que importa. Somos transformados em seres iluminados, possuidores de glória, somos fontes de Luz, porquanto somos a Sua plenitude. Glória a Deus, por isso! (Síntese da mensagem deste pastor levada à Comunidade no culto de domingo 04/10/2009)