segunda-feira, 10 de maio de 2010

MÃE: MULHER QUE CUIDA, MULHER QUE PRECISA DE CUIDADOS.

O texto de Jo 19.17-30 nos descreve um momento pungente na vida terrena de Jesus Cristo. Trata-se da descrição, segundo o testemunho ocular de João, o discípulo amado, o único que se encontrava ali, aos pés do Mestre, moribundo na cruz do Gólgota, das últimas horas de vida do Messias. Que momentos de tristeza profunda foram aqueles! Momentos que pareciam serem de sonhos desfeitos abruptamente, perdas, dores, sofrimento e choro, muito choro! Ali ao pé da cruz, assistindo os soldados repartindo Suas vestes e lançando sorte sobre elas, o Senhor nos v.25 a 27 lança um derradeiro olhar sobre as poucas testemunhas civis presentes e identifica Maria, Sua mãe, ao lado de João, e de outras mulheres. Dirigindo-se à mãe, disse: "Mulher, eis aí teu filho" e à João:" Eis aí a tua mãe". Aprendamos com Jesus a lançar o olhar sobre a mulher, neste dia em que todo o mundo ocidental comemora o Dia das Mães:
I - AO OLHAR PARA MARIA, CERTAMENTE JESUS REVIVEU OS MOMENTOS DE CUIDADOS, DE ZELO E DESVELO DE SUA MÃE PARA COM ELE.
-A mulher, feita como o homem, a imagem de semelhança de Deus, possui funções biológicas e vitais diferentes das do homem. A função materna é nobre e se destaca pela capacidade de junto com o homem, gerar outro ser à imagem e semelhança de ambos e de Deus.
-A mulher, como mãe, cuida do bebê, alimenta-o com seu leite e o provê, umbilicalmente, desde a concepção em seu ventre, daí o destaque merecido que tem em nossa civilização.
- Com Jesus não poderia ser diferente. A mulher escolhida por Deus para gerar, em seu ventre, Seu filho, mostrou-se digna de sua missão. Acompanhou em tudo a vida do filho amado. E ali estava, aos pés Dele, preso a uma cruz, nos estertores dos últimos instantes de vida. Lágrimas derramadas, uma dor aguda e persistente alojara-se no peito materno, mas ali estava ela, como presa ao chão! Não havia outro lugar onde ela pudesse estar, senão ali, aos pés da cruz, ao lado do filho.
- Portanto, o olhar de Jesus a alcançou e a tudo viu. Suponho que reviveu Jesus todos os momentos especiais que teve ao lado de Maria, sentiu-se cheio de amor por aquela mulher, tão especial que tão bem desempenhara o papel de mãe.
Neste dia - mesmo que somente neste dia - você lançou seu olhar para sua mãe e sentiu brotar no coração, o amor, o carinho e o desvelo que ela tem para com você?
II - AO OLHAR PARA MARIA, CERTAMENTE JESUS SE DEU CONTA QUE SUA MÃE TERIA QUE CONTINUAR VIVENDO SEM SUA PRESENÇA FÍSICA E TEVE COMPAIXÃO.
-Ali naquele momento de dor e agoria, Jesus encontrou tempo e espaço para lançar o olhar de compaixão e misericórdia para sua mãe. Ali, não pensava em Si, em Sua dor e agonia, mas age preocupando-se com o futuro de Sua mãe, que na terra permaneceria, mas a partir de então, sem Sua presença física.
- Neste dia - mesmo que somente neste dia -você lançou o olhar para sua mãe e sentiu brotar em seu coração, amor e cuidados para com ela e seu futuro?
III - AO OLHAR PARA JOÃO, CERTAMENTE JESUS REVIVEU OS MOMENTOS DE ÍNTIMA COMUNHÃO ENTRE MESTRE E DISCÍPULOS, E VIU QUE DENTRE OS DOZE, ELE ERA O ÚNICO QUE ALI ESTAVA.
-Os três anos e pouco de ministério de Jesus, juntamente com Seus discípulos, percorrendo praticamente todo Israel foram intensamente vividos e plenos de sinais, milagres e maravilhas. Mas, acima de tudo, de íntima comunhão entre todos eles.
- Mas ali, aos pés da cruz, somente um deles estava com o Mestre, João, o discípulo amado do Senhor, aquele que reclinara sua cabeça sobre Ele, durante a última Ceia e que depois escreveria o quarto Evangelho. Para ele Jesus lançou o olhar pedindo ajuda e confiando-lhe uma missão.
- Neste dia - mesmo que somente neste dia - você pode sentir que o Senhor lança o olhar sobre você e sabe que Ele se agrada e que a você confiaria uma missão? Se todos abandorarem o Mestre você permaneceria fiel a Ele?
III - AO OLHAR PARA JOÃO, CERTAMENTE JESUS SABIA QUE PODERIA DEIXAR SUA MÃE AOS CUIDADOS DO DISCÍPULO.
-Por suas atitudes como discípulo/a Dele, você tem se mostrado digno/a e confiável para realizar uma missão determinada pelo Senhor?
- Neste dia - mesmo que somente neste dia - você pode sentir que o Senhor lança o olhar sobre você e se agrada de seu comportamento como filho/a, que honra seus pais, sendo cuidadoso/a, amoroso/a e a eles tem procurado servir, não como "pedra de tropeço", mas ao contrário, contituindo-se em verdadeira bênção? (Mensagem deste pastor levada à Comunidade no culto de domingo 09/05/2010, dia das mães)

Nenhum comentário: