segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O DEUS QUE ME SONDA E ME CONHECE, GUIA-ME E USA-ME...!

O Salmo 139 descreve o Senhor que é onisciente e onipotente. O Deus que se revela a você, conhecendo-o. Certamente que você deve procurar se conhecer bem, posto que o autoconhecimento é necessário e oportuno, mas, muitas vezes, pode não ser benéfico. Por isso, é importante que antes que a pessoa se conheça, possa se abrir para Deus que a conhece em sua integralidade. O salmo 139 termina com a afirmação de que Deus me sonda, me conhece, me prova e me guia. Analisemos o pensamento do salmista:
I. SONDA-ME SENHOR.
Pedir a Deus que sonda é uma forma de se abrir para o Senhor. Deus conhece:
- o cotidiano (v.2,3): nossa rotina, nossos hábitos, nosso dia-a-dia.
- a estrutura de pensamento (v.4): a maneira pela qual analisamos as coisas, pessoas e fatos.
- as conjunturas da vida (v.5): nossos traumas, dificuldades e carências.
- muito além da percepção humana (v.6,18): nosso inconsciente.
- a natureza multidimensional do ser (v.7-12): nossa totalidade e complexidade.
- a textura da essência do ser (v.13-16 a): nossa constituição genética e as consequencias emocionais e físicas dessa formação na vida de cada um de nós.
- a presciência da história (v.16b): mesmo antes de nascermos, Ele já conhecia a trajetória de nossa vida.
- as relações com seres malignos (v.19-22): nosso agir com relação às potestantes do mal; como nos portamos, abominamos ou somos condescendentes com práticas que o Senhor condena.
II. PROVA-ME SENHOR
O salmista pede ao Senhor que já o sondou e o conhece que o prove e que o cure. Não existe conhecimento em nós suficiente para que não precisemos de Deus.
III. GUIA-ME E USA-ME SENHOR
Nos v. 23,24 temos o fechamento do clamor do salmista:
Sonda-me: é importante saber que o Senhor sempre sonda. Então, exponha a sua alma. Não há como se esconder de Deus.
Conhece-me: ninguém pode enganar o Senhor. Não há como se justificar.
Prova-me: nos embates da vida, o Senhor acompanha a relação humana com o mundo e verifica nosso agir e nossas escolhas.
Guia-me: sozinho você nada pode, então, permita que o Senhor o conduza para mudança de trajetória de vida.
O conhecimento de Deus é real e prático e somente Ele me dará cura completa, corpo, alma e espírito (v. 23,24). Nossa relação com o Senhor precisa acontecer em corpo, alma e espírito. Essa relação tridimensional se expressa também assim:
Pelo Coração: mediante emoções plenas de graça e paz.
Pelos Pensamentos: na renovação do intelecto.
Pelo Caminho: na mudança de comportamento.
Entenda: não há caminho mau fora do ser, mas dentro dele (v.23). O Senhor quer penetrar na nossa alma, trazendo-nos cura e libertação. Permita-se ser usado, porquanto Ele já sonda e conhece, e quer guiá-lo.
Finalizando: Eu sei que o Senhor me sonda, me conhece, me guia e me usa como quiser. Oro, pois, para que na forma da letra de Aline Barros, o Senhor ME USE:
- como farol que brilha a noite: e que ilumina os caminhos dos navegantes, fazendo-os chegar a porto seguro, e Tu, ò Senhor, és o único Porto Seguro.
- como ponte sobre as águas: e que facilita a caminhada de todos os que estão à procura de um caminho, e Tu, ò Senhor, és o único Caminho.
- como abrigo no deserto: e que acomoda e agasalha o caminhante que precisa de descanso e refrigério, e Tu, ò Senhor, és o abrigo e o socorro bem presente na angústia e na solidão do deserto.
- como flecha que acerta o alvo: e que é instrumento para que se cumpra a vontade de levar todos a Cristo, posto que o alvo é a salvação dos caminhantes, e Tu, ò Senhor, és o Senhor e Salvador de nossas vidas. Amém! (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 20/02/2011).

Nenhum comentário: