REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

VIVENDO COMO FILHOS E FILHAS DA LUZ!

Em Ef 4.17-5.21 o apóstolo Paulo exorta os crentes da comunidade de fé para a busca constante por maturidade espiritual, que se revela em uma caminhada com mais santidade e menos dissolução. Aprendemos que o verdadeiro discípulo de Cristo é aquele cujo comportamento reflete os ensinamentos do Mestre. Paulo, então, exorta os efésios - e a todos - que não andem mais como os gentios, presos à vaidade (inutilidade) de seus próprios pensamentos. Os que assim procedem estão obscurecidos no entendimento, e separados de Deus, pela ignorância em que estão, tornam-se endurecidos em seus corações.Tornam-se insensíveis, uma vez que se entregam à depravação, à corrupção e a uma vida conhecida por sua impureza.  Em resumo, para prosseguir com Cristo é PRECISO:
- despojar-se do velho homem que se corrompe segundo os desejos do engano;
-  renovar-se, no espírito do entendimento; e
- REVESTINDO-SE do NOVO HOMEM criado segundo Deus, em Justiça e Retidão, procedente da Verdade!
A conversão deve fazer com que as velhas práticas deixem de existir:
- quem furtava, não furta mais (v.28), ao contrário, trabalha, fazendo algo útil para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade.
- quem usava e abusava de palavras torpes, não permite que outra palavra saia de sua boca, senão apenas a que for útil para edificar os outros (v. 29).
- não mais se permite que amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, ou qualquer forma de maldade, persista, mas gestos e atitudes de bondade e compaixão uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo (v. 31,32).
- não deve haver menção a qualquer imoralidade, impureza e cobiça; não às obscenidades, nem conversas tolas, nem gracejos imorais.
Outrora, todos éramos trevas, mas agora que estamos no Senhor, somos luz no Senhor. Portanto, devemos viver como Filhos e Filhas da Luz, sabendo que o fruto da luz é (5. 8-11) Bondade, Justiça e Verdade!
Quem é da luz não participa das obras infrutíferas das trevas; antes, expõe suas obras à luz (v. 12).
Desejo ressaltar nestas últimas horas de 2011, que devemos tomar cuidado com a maneira como estamos vivendo (v. 15):
não sejamos insensatos, mas sábios;
aproveitemos ao máximo cada oportunidade para a prática do bem, porque os dias são maus;
sujeitemo-nos uns aos outros, em amor, é a recomendação do apóstolo (v.21). Enfim, quem guarda os ensinos do Senhor e de Seus apóstolos, é filho/filha da luz; ao contrário, quem ainda continua com as práticas que desagradam e afastam o Espírito Santo, é filho/filha da desobediência (Ef 2.2.e Cl 3.5)! Então, cuidado, pois o Senhor não tem parte nisso!
Oro a Deus para que estas últimas horas de 2011 sirvam para uma análise mais profunda sobre o sentido e o significado da existência e da vida e que em 2012, em todo o tempo, sejam alvas as tuas roupas, e jamais falte azeite sobre a tua cabeça (Ec 9.8); e que receba, a cada dia, a guarda, a luz e a proteção de Deus, segundo Nm 6.24-26: que o Senhor te abençoe e guarde; faça resplancer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; sobre ti levante o rosto e te dê a paz! (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de quinta-feira, 29/12/2011).

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial