REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 11 de junho de 2012

DISSE JESUS: VENHAM A MIM, OS QUE ESTÃO CANSADOS E OPRIMIDOS, POIS SOU MANSO E HUMILDE; MEU FARDO É SUAVE E LEVE, ELE NÃO PESARÁ SOBRE VOCÊS!

Mt 11.28-30 registra as declarações de Jesus em que sustenta: os cansados e oprimidos precisam ir a Ele, que serão aliviados; os que estão cansados e oprimidos quando se submetem a Ele, que é manso e humilde de coração, encontram descanso para suas almas. E o descanso e alívio ocorrem porque o peso, o jugo de Jesus é suave e leve. Assim somente em Jesus o homem descansa a sua alma. Sabemos quão oprimido e pesado tem vivido o homem, em especial devido a três fatores que produzem jugo sufocante e peso insuportável.
1.   O FARDO DA RELIGIÃO:  Todas as religiões expressam, por sua natureza, as tentativas do homem de se chegar ao Ser Transcendente, Deus. Nessa busca podem representar peso: as cerimônias e os rituais vistosos; as promessas e os votos; o moralismo e a justiça própria; e mais outras expressões de religiosidade. O que sabemos em relação a tudo isso é o que ensina o apóstolo Paulo em Cl 2.20-23: essas coisas perecem pelo uso e são inúteis. Enquanto a religião tenta levar o homem a Deus, Ele veio ao encontro do homem (Jo 1.14). A religião cansa, representa um fardo e é bem pesado para o homem. Jesus não, Ele é leve e descansa o homem.
2.   O FARDO DO INDIVIDUALISMO: O individualismo atua como peso sobre o homem. A manifestação do “eu” impera e pesa muito quando o homem assim declara: - o que "eu" vou comer hoje?O que "eu" vou vestir? "Eu" estou triste! "Eu" fui injustiçado!"Eu" estou cansado, ansioso. Esses e tantos outros cuidados com o Eu cansa o homem. Mas em Jesus eu descanso. Em Jesus a minha alma descansa. O individualismo cansa, pois representa um fardo e é bem pesado para o homem. Jesus não, Ele é leve e descansa o homem. 
3.   O FARDO DO PECADO: O pecado trabalha no homem e cobra até salário (Rm 6.23)! O pecado vai corroendo, vai minando as forças do homem, até acabar com sua vida. O pecado é tão pesado que manifesta seu poder e força anulando vontades, como nos exemplos seguintes: o corrupto está cansado de sua vida, mas não consegue parar. O adúltero até que não quer mais trair, mas não consegue parar em sua prática. O alcoólatra sabe que está perdendo muito e vai chegar ao fundo do poço, mas não tem forças para parar. O que sabemos em relação a isso é o que nos ensina a Bíblia: os nossos pecados nos afastam de Deus (Is 59.1-2); mas Jesus veio para nos salvar de nossos pecados (Mt 1.21). Somente em Jesus há descanso para a alma. Somente em Jesus, cujo peso é leve e suave, não se convive mais com o pecado que escravizava e pesa sobre a vida. O pecado cansa, pois representa um fardo e é pesado para o homem. Jesus não, Ele é leve e descansa o homem.
E quanto a você? Está cansado com o peso da religião, das cobranças dos homens, com o peso do “eu” e com o peso dos pecados? Você tem carregado esses pesos? O peso que está sobre você é o do legalismo e da religiosidade? Não, então, é o do Eu, do individualismo? Ou será o peso dos pecados? Está sentindo muito cansaço? Não vacile, não espere muito! Fuja da religiosidade. Fuja do egoísmo e do individualismo. Fuja dos pecados. Vá ao encontro de Jesus! Pois, somente em Jesus há solução e descanso para todos nós! Quem está em Jesus não pode ficar cansado e oprimido; ao contrário, o fardo que estiver sobre você, vindo dEle, é leve e suave!Portanto, se for pesado, não será dEle! (Mt 11.28-30) (Reflexão com base em sermão proferido na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 10/06/2012).

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial