REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

terça-feira, 27 de novembro de 2012

PASSADO OU PRESENTE... O QUE IMPORTA PARA OS HOMENS E PARA CRISTO?

Ontem e hoje! Passado e presente! Vamos refletir sobre nossa condição no passado e no presente?
Assim como o apóstolo Paulo, no passado, eu era um pecador, no passado era um homem mau. Mas agora “já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”(Gálatas 2.20). Mas o que significa isso? Significa que, inicialmente, muitos são os que dão mais importância ao passado do que ao presente.
Conta-se a história de um homem que estava sendo entrevistado por um corretor – ele queria fazer um seguro de vida – e foi-lhe perguntado se tinha um mau coração. Aquele homem, então, respondeu que não e de pronto mostrou ao corretor uma cicatriz um pouco abaixo do pescoço e que se prolongava até quase a ultima costela. Diante da admiração do corretor, o homem disse que tinha um coração fraco, doente, mas conseguiu um novo há um ano. Certamente que o corretor não aceitou fazer o seguro de vida daquele homem: a seguradora deseja que um segurado seja possuidor de um coração original; que tenha um bom coração, aquele com que nasceu, mas bom!
I – O PASSADO TEM IMPORTÂNCIA
E é isto que frequentemente percebemos em nosso mundo. As pessoas estão mais interessadas em nosso passado do que em nosso presente. Aquele homem estava muito contente com sua situação atual, com seu novo coração, com sua nova vida, mas as pessoas – o corretor inclusive - somente estavam interessadas no seu passado. Isto, também, acontece quando se está à procura de um emprego. O pessoal de RH quer saber tudo a respeito de nosso passado, por exemplo, porque saímos do último emprego, se tivemos problemas com a justiça, se tivemos enfermidade contagiosa, e tantas outras coisas sobre o passado! Muitas vezes, até podemos afirmar que não importa, que tudo isso é passado, que mudamos de vida, que agora está tudo bem conosco. Mas nada disso é contado, as pessoas nos julgam pelo nosso passado! E isto também é verdade politicamente.Quando alguém se candidata a um cargo público, seja qual for a natureza, mesmo que não se tenha nada no passado, nada que seja mau, alguém se preocupará em tentar descobrir algo, até que tenha a certeza que realmente não há nada para trás...!
II – O PRESENTE TEM IMPORTÂNCIA
Em verdade, não adianta responsabilizar ou até culpar as pessoas por terem esse tipo de mentalidade. Se alguém se candidata a cuidar de crianças, a trabalhar em um hospital ou a ser motorista, ou piloto de avião, importa-nos saber tudo a seu respeito, qual o perfil psicológico, quais suas referências anteriores. Por que tudo isso é importante? Porque os homens não podem ver o coração; não podem saber, de antemão, se alguém já maltratou crianças, doentes, se já dirigiu carro ou pilotou avião irresponsavelmente, se já foi multado ou até suspenso de suas atividades, por negligência ou imperícia. Então, ao considerar o emprego de alguém é necessário tomar cuidado!
Mas com Deus isso não acontece! Que contraste extraordinário!
De um lado, o homem e suas imperfeições e limitações! De outro, Deus e sua maravilhosa graça!
Aqueles que se arrependeram e agora têm um novo coração Deus os vê somente no presente. Deus faz o seu seguro, Ele segura a nossa vida onde nós estamos agora e não olha onde estivemos antes! As pessoas que porventura nos tenham conhecido no passado e nos conheçam agora, muito possivelmente não estarão muito interessadas em saber quem somos agora... o passado para elas tem muito peso, muita importância. Mais ainda se for para nos prejudicar...!
Um dos maiores exemplos que encontramos na Bíblia é o do apóstolo Paulo. Sua história era terrível. O seu passado não era nada bom. Ele tinha se comportado pessimamente perseguindo os primeiros cristãos. Mas Deus o perdoou e o usou para alcançar o mundo, em especial os gentios, mas também os judeus. E os judeus tinham medo de Paulo, exatamente por causa do seu passado. E diziam: “Senhor, a muitos ouvi acerca desse homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém” (Atos 9.13). 
É verdade que o próprio Paulo, falou acerca do seu passado, do que havia feito de mal, mas não há menção de Deus lembrando a Paulo o seu passado!
E como usou Paulo o seu passado?
Ele o usou para mostrar o amor, a graça e a misericórdia de Deus ao mundo. Ele usou o seu passado para mostrar como alguém pode ser sincero e estar errado.
Ele usou o seu passado para manter a sua própria humildade. Ele usou o seu passado para testemunhar a mudança que Deus tinha operado em sua vida. Mas, ainda assim, muitos duvidavam das suas intenções...!
III. APRENDENDO MAIS SOBRE PASSADO, PRESENTE E FUTURO.
O apóstolo Paulo nos explicou bem essa questão. Isto é; a sua mudança de coração; de um mau para um bom coração?! Como foi que Paulo explicou o homem que ele agora era, porque o era e como isso foi possível? Que aconteceu para que agora Paulo fosse uma nova pessoa, com um novo coração, vivendo uma nova vida, com  seu passado totalmente esquecido por Deus?
- que ele estava crucificado com Cristo.
- que agora não mais vivia ele, mas Cristo vivia nele.
- embora, ainda, vivo em carne, vivia na fé em Cristo, reconhecido por saber que Ele a si mesmo Se entregou por amor dele, imerecidamente!.
Para o apóstolo, somente isso importava: Não mais o seu passado, mas o seu presente!
Agora, a vida que ele vivia é que era importante!
Paulo sabia – e todos precisam saber – que para Deus importa o presente, nunca o passado!
Finalmente,
muitos se importam e vivem sempre com o seu passado. As pessoas dão muita importância àquilo que foi feito, que foi dito antes! É verdade que podemos ser prejudicados pelo mundo por causa do nosso passado, mas Deus não está mais interessado na vida que vivemos antes, mas sim na vida que vivemos agora.
Alguém poderá dizer que antes era assim, assado. Outros poderão afirmar que têm planos de ser melhor e mais justo no futuro!
A vida que conta é aquela que nós agora vivemos, pelo que “se já morremos com Cristo, cremos que também com Ele viveremos... assim... considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus” (Rm 6.8,11).
Deus é o nosso Segurador! Ele é quem faz o seguro da nossa vida, agora e para sempre. Ele conhece muito bem o nosso coração! Então, cuidado! Não deixe para amanhã – que é futuro - a decisão para mudar, mude agora!
É verdade que Deus não mais considera seu passado. Mas o futuro somente Ele conhece, não você; então, considere o presente, pois este é o dia da decisão! O dia da volta de Jesus pode ser hoje – no presente dia! E como você está hoje? (Reflexão com base em mensagem ministrada por este pastor,  na Comunidade, no culto de domingo 25/11/2012).

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial