segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

À PROPÓSITO DOS DIAS DE JUÍZO QUE SE APROXIMAM

Em 2 Pedro 3 o apóstolo nos alerta sobre os últimos dias, faz menção ao dilúvio nos idos de Noé e fala da promessa de Cristo em Sua segunda vinda.. Diferentemente de outras profecias, tudo acontecerá sem aviso. E  serão marcados pelo crescimento insuportável dos escarnecedores que andarão unicamente segundo seus desejos. Assim como prometeu, Cristo virá e ninguém saberá a hora, mas nesse dia, os céus em fogo se desfarão e os elementos ardendo se fundirão (v.12). Nos v.5-7 há a descrição do dilúvio que fez perecer o mundo de então (Gênesis 6-8). Biblicamente, o maior evento do juízo que atingiu o mundo foi o dilúvio, e foi um evento global. A comprovação é atestada pelo fato de que as tradições confirmam, a ciência aceita (expedições confirmaram descobertas de águas salgadas no pico de montanhas, animais em continentes diferentes do seu habitat), a arqueologia comprova. O dilúvio é um exemplo do dia de juízo final e por isso, baseado no que aconteceu, podemos buscar entendimento sobre o juízo que ainda virá:
I – REFLETINDO SOBRE OS DIAS DE JUÍZO E OS SENTIMENTOS DE DEUS:
1)      Primeiro sinal: o avanço da ciência e da tecnologia (no passado, grandes cidades foram construídas; saiu-se da idade da pedra e se entrou na idade do ferro e do bronze; hoje, há grandes metrópoles, muito mais da metade da população mundial já vive em cidades, estamos na geração da tecnologia, das máquinas e da exploração do universo, da guerra, dos artefatos nucleares de destruição em massa).
2)      Segundo sinal: os dias de promiscuidade – de Noé para cá o que aumentou foi a escala, e bem mais sofisticada; mas na essência, continua a mesma desenfreada depravação moral, ética e dos costumes.
3)      Terceiro sinal: os dias de imensa maldade- a maldade atinge, assim como no passado, todos os níveis nos dias atuais: social, familiar, relacional e política.
4)      Quarto sinal: os dias de degeneração da natureza – a terra estava nos idos de Noé corrompida de tal maneira que Deus estava decidido a destruí-la. Nos dias atuais o que presenciamos é o homem destruindo a natureza, bem como todo o universo, com mais intensidade, não obstante as práticas preservacionistas, em um processo constante e progressivo de degeneração.
5)      Quinto sinal: os dias de violência – Matava-se nos idos de Noé até por motivo fútil, atualmente, isso não mudou (Gn 4.23c: Lameque se vangloriando conta às suas duas mulheres - “ Eu matei um homem porque me feriu, e um menino porque me machucou”). Hoje, multiplicaram-se os casos de violência, até por que multiplicadas estão as populações de todo o mundo. 
Mas os sentimentos de Deus ainda continuam os mesmos dos idos de Noé:
-  Deus sofre pelos desmandos do homem e pelo mundo que Ele criou (Gn 6.6,7,11,12).
-    Por isso Ele intenta fazer juízo (6,7).
-    Novamente, como antes, propõe salvação (Gn 6.14): em Noé a salvação veio por meio da arca; para nós, vem por meio de Cristo (1 Pe 3.20,21).
II – REFLETINDO SOBRE O QUE DEUS ESPERA DE NÓS NESTES TEMPOS DE JUÍZO:
1)      Ele Espera que sejamos pessoas que se refugiam em Sua Graça (Hb 11.7). É a Graça que justifica (Rm 8.1), que fortalece (Fl 4.13), que consola (2 Ts 2.16)
2)      Ele Espera que sejamos pessoas com caráter santo, justos em um mundo injusto (2 Pe 2.5); tementes a Ele ( Hb 11.7).
3)      Ele espera que tenhamos experiência profunda com Sua Pessoa; assim como Noé (Gn 6.9 a) que andava com Ele. De igual forma, se com Ele andarmos, poderemos ouvir Sua voz, seguir Suas orientações e esperar por Suas promessas.
Finalmente, considere que o dia do juízo já chegou – para mim e para você. Neste dia, temos consciência de nossos pecados e nos confrontamos com a condenação aplicada a nós desde a queda do primeiro homem. A escolha a ser feita por nós é entre a proposta que Deus apresenta e a que nos leva pelas águas da destruição.Quanto ao grande dia do Senhor, o dia do fim, o do juízo final, não nos devemos angustiar ou desesperar pois já estamos guardados – assim como Noé – na grande arca da salvação, que é Cristo, nosso Senhor. Você crê nisto? (Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo dia 30/12/2012).

Nenhum comentário: