segunda-feira, 19 de agosto de 2013

OS TROPEÇOS, O PECADO, O ARREPENDIMENTO E O PERDÃO! A FÉ, O SERVO E O SERVIÇO!

Lucas 17.1-10 narra uma conversa entre Jesus e os discípulos, que acontece logo após uma série de ensinos sob a forma de parábolas. Como sempre, continuamente estamos aprendendo com o Mestre: 
I – É INEVITÁVEL QUE ACONTEÇAM COISAS QUE NOS LEVEM A TROPEÇAR (AO ESCÂNDALO) NA VIDA:Não é natural o infortúnio ou a desgraça, mas há coisas que nos tiram do sério. Há coisas que ocorrem e que são empecilho para o sucesso e que nos desagradam. Enfim, há situações embaraçosas que somente nos atrapalham. Muitas ocorrem por situações fortuitas ou por acaso, outras não, são provocadas, inclusive propositadamente por pessoas, com o único sentido, o de atrapalhar e fazer com que outras pessoas tropecem e se deem mal na vida.
II – AI DA PESSOA POR MEIO DE QUEM ESSAS COISAS ACONTECEM:Jesus aqui alerta essas pessoas que provocam o mal a outras pessoas. Há pessoas que provocam escândalos que levam outros a saírem dos caminhos do Senhor. Haverá consequência para cada tropeço que se provoca na vida de outrem. Como filhos e filhas do Deus, que é Amor, não podemos fazer, deliberadamente, o mal, a quem quer que seja. A lei da semeadura assegura que o que semeamos, isso certamente colheremos!
III – O PECADOR DEVE SER REPREENDIDO, MAS SE ARREPENDIDO SERÁ PERDOADO:Jesus alerta para a necessidade de olharmos uns pelos outros. Como alerta devemos repreender a todo aquele que estiver em pecado. Repreender, não discriminar ou excluir! Mas uma vez que se arrepende – ato que o pecador tem de confessar seus pecados, abandonar a prática e voltar-se para Deus – deve ser perdoado. Não importa a quantidade de faltas, quando se arrepender, o pecador deve ser perdoado. Assim como Deus faz com os pecadores arrependidos, devemos fazer uns com os outros, em igual condição. Ademais, todos os que experimentaram o perdão de Deus devem perdoar sinceramente os outros (Lc 6.37 e Cl 3.13).
IV – A FÉ DEVE SER POSTA EM PRÁTICA, POIS POSSIBILITA QUE O EXTRAORDINÁRIO E SOBRENATURAL ACONTEÇA:A fé passa, inicialmente, a ideia de confiança. “Fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”, segundo Hebreus 11.1.  E a fé, quando posta em ação, mesmo que do tamanho de um grão de mostarda, faz com uma amoreira, sob a voz de comando de quem tem fé, obedeça, seja arrancada e se plante no mar!Olha que poder tem a fé! 
V – COMO SERVO O CRISTÃO DEVE, SIMPLESMENTE, OBEDECER E TUDO DE BOM FAZER, SEM ESPERAR ELOGIOS, REGALIAS OU RECOMPENSAS:Servos não esperam por agradecimentos ou elogios. Servos, simplesmente obedecem! E obedecendo, simplesmente, como servos do Senhor, precisam saber que não há por que esperar posições de honra ou privilégio! Não há como e por que esperar por regalias ou recompensas, inclusive descanso! Não há férias ou descanso semanal. Não há 13º salário, até por que, na relação entre senhor e servos, não há salário mensal. O servo faz o que lhe manda fazer, já que, sem contestar, simplesmente obedece ao senhor; em troca recebe alimentação e pousada, sem qualquer tipo de luxo ou privilégio! No caso espiritual, semelhantemente em tudo, recebe, então, alimento espiritual – come e bebe da Palavra de Deus – e tem pousada – descansa nos braços do Pai – pois nEle confia e espera, ou seja, sente-se seguro, cuidado e abrigado, tendo fé no Senhor! Materialmente, nada recebe; espiritualmente, tudo recebe, sente-se perdoado por Deus, está mais confiante, leve e aliviado por Seu amor e misericórdia. Sabe que, finalmente foi alcançado por Sua Graça – favor imerecido - e por Sua Paz, a que excede todo e qualquer entendimento humano! Oro ao Senhor, para que possamos aprender e praticar mais esta verdade, glorificando a Deus, por isso! (Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 18/08/2013).

Nenhum comentário: