REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

A HUMILHAÇÃO QUE RESULTA EM EXALTAÇÃO

Em Lucas 18. 9-14 Jesus ilustra um ensino sobre os que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros. Na parábola há dois homens que tinham entre si profundas diferenças espirituais, um deles (fariseu), era religioso, o outro (publicano), era cobrador de impostos, a serviço do império romano. Em sua oração o fariseu cita o que ele faz de "correto" dizendo não ser como os demais homens, ladrões, injustos e adúlteros; nem ainda como o publicano. Que senso "apurado" de justiça! Enquanto isso o publicano convencido de suas falhas, ora a Deus de pé; afastado dos demais, clamando a Deus e pedindo por Sua misericórdia, confessa-se pecador.
Este homem reconhecia-se um pecador, um imundo, batia em seu peito, humilhando-se verdadeiramente diante de Deus. Ele não procurava se justificar, pois sabia quem era e estava convencido de sua carência e necessidade. Por isso, como pecador sabia que precisava da misericórdia do Senhor. Agindo assim, seu clamor chegou aos ouvidos de Deus.
Vejamos mais dois exemplos sobre humilhação, oração e livramento que a Palavra de Deus nos fornece:
PRIMEIRO EXEMPLO: Daniel 10.12 afirma que após dias de oração, um anjo veio até Daniel e disse: Não temas porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante Deus são ouvidas as tuas palavras e eu vim por causa das tuas palavras”.
Portanto, aja como Daniel: se você quiser resposta de Deus, humilhe-se diante Dele, saiba que somente Ele tem a resposta que você precisa. Creia que Deus que vê o secreto, está neste momento vendo e ouvindo a sua humilhação e Ele trará a vitória que você busca e necessita. Apenas, creia!
SEGUNDO EXEMPLO: O rei Ezequias provou do poder de Deus, quando esteve enfermo, após o profeta ter dito a ele que morreria. Lemos em Isaías 38.1-6 que o rei virou o rosto para a parede, prostrou-se diante de Deus e clamou; e a sua humilhação foi aceita e o Senhor lhe respondeu que além de curá-lo lhe acrescentaria quinze anos de vida.
Se você precisa de mudança em sua vida, ou de cura ou libertação – um milagre, enfim – humilhe-se como Ezequias, humilhe-se como Daniel, humilhe-se como o publicano, na parábola narrada por Jesus e espere no Senhor que a resposta virá!
Humilhe-se diante do Senhor e fique sarado, curado, liberto, cheio de Deus.
Veja o que o Senhor afirmou em 2 Crônicas 7.14 “Se o meu povo que se chama pelo meu Nome se humilhar e orar e se converter de seus maus caminhos então eu ouvirei do céus perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra”.
Aprenda com o ensinamento da parábola de Jesus: todo aquele que se exaltar será humilhado, mas todo aquele que se humilhar será exaltado. Eis o segredo para a vitória. Para receber a gloria de Deus sobre a sua vida, para ser cheio de Seu poder, deixe sua autossuficiência, aprenda a depender mais Dele. Confie Nele, e Ele tudo fará!
A citação de 2 Cr 7.14 é muito clara:
Para receber o olhar de Deus, e Sua atenção, é preciso:
1)   HUMILHAR-SE: Clamando e confessando pecados.
2)   ORAR: Pedindo clemência e misericórdia
3) BUSCAR SUA FACE E CONVERTER-SE (NASCER DE NOVO): O que implica em mudança e procura por transformação de vida.
Portanto, caso você tenha, deixe seu "apurado senso de justiça"; ao contrário mostre ser dependente de Deus – humilhando-se a Ele.
Quando isso ocorre, o coração de Deus se comove.
Ele perdoará seus pecados e o sarará!
Por último, não se esqueça:
O versículo 17 do salmo 51 nos mostra Davi convicto de que “A um coração quebrantado e contrito, não desprezarás, ó Deus”.
Portanto, aprenda que não deve exaltar-se, pois será humilhado e não verá a face de Deus. Antes, humilhe-se, confesse-se pecador e indigno, clame pela misericórdia do Senhor, e como Ele verá seu coração quebrantado e contrito, mudará sua história e sarará você! Creia e verá o milagre da restauração e da conquista em sua vida!(Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 27/10/2013). 



0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial