quarta-feira, 12 de novembro de 2014

JESUS CONDENA A HIPOCRISIA DOS RELIGIOSOS!

Mateus 23.1-36 descreve uma cena em que Jesus fala à multidão e aos Seus discípulos  e faz uma clara censura aos religiosos (escribas e fariseus). Os fariseus constituíam um grupo de religiosos judeus devotos às Sagradas Escrituras, que surgiu no século II, antes de Cristo. Eles criaram uma lei oral, em conjunto com a Lei escrita, e foram os criadores da instituição da sinagoga. A palavra fariseu tem o significado de “separados”, “a verdadeira comunidade de Israel, os “santos”.
Sua oposição não somente a Jesus, mas depois, ao cristianismo rendeu-lhes, através dos anos, serem reconhecidos como fanáticos e hipócritas que apenas manipulam a lei para seu interesse. Esse comportamento deu origem à ofensa de usar a palavra fariseu, dentro e fora do cristianismo, para pessoas julgadas como religiosas aparentes. 
Cristo arrancou-lhes a máscara da hipocrisia e revelou-os aos Seus discípulos na hediondez e baixeza do seu caráter.
Jesus apresenta os sinais com que são identificados em todos os tempos. "Não julgueis segundo as aparências".
Assim como os fariseus, nos idos de Jesus, veja como podemos reconhecer um religioso presunçoso e hipócrita, nos dias de hoje: 
1.  Gostam de lugares de honra, de preeminência: a) Usurparam posição privilegiada (v. 7). b) "Amam os primeiros lugares" (v. 6).
2. Eles são Incoerentes: a) Pregam o bem e não o praticam (v. 3); b) Praticam o mal e o negam; c) Palavras sem atos; atos sem palavras (Pv 19.5). 
3. Eles são vaidosos: a) Fazem o bem para serem vistos pelos homens; b) Buscam louvores e aplausos (v. 7). 
4. Eles são comodistas: v. 4; 
5. Eles são desumanos: v. 14; 
6. Eles são cegos a) v. 19; b) Cegos para engolir camelos; de visão para coar mosquitos! Só enxergam quando querem ou quando lhes convém! . . . 
7. Eles são injustos: a) Fazem uma coisa e omitem outra (v. 19); b) Soltam Barrabás e crucificam Cristo! 
8. Eles são hipócritas: a) O exterior não corresponde ao interior (v. 23); b) Como sepulcros caiados (v. 27) 
9. Eles são orgulhosos: a) Pretendem ser Rabis (mestres), doutores da lei, consultores jurídicos religiosos; b) Vazios de bom senso e amor cristão (v. 12).
10. Eles são egoístas: a) Pensam mais em si mesmos que nos outros; b) Tratam mais de suas comodidades que das do próximo (Ez 34.2-11).
 NÃO ESQUEÇAM:
Mais do que ação religiosa, Deus quer um coração quebrantado e contrito! (Reflexão com base em mensagem anunciada por este pastor, no culto de domingo 09/11/2104).

Nenhum comentário: