quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

OS DISCÍPULOS DE JESUS SÃO RECONHECIDOS PORQUE AMAM!

Nossa reflexão está fundamentada em João 13.34,35. Inicialmente, precisamos estar avisados que o mandamento do amor já existia, mas em Cristo ele se reveste de novo, ao ser exaltado na vida e na morte do Senhor e, em especial, porque Ele nos amou primeiro.  
    I – O Novo Mandamento.
1. "Como Eu vos amei a vós." - João 13.34.
2. O amor é implantado pelo Espírito Santo. – Romanos 5.5: “Essa esperança não nos deixa decepcionados, pois Deus derramou o Seu amor no nosso coração, por meio do Espírito Santo, que Ele nos deu”.
3. O supremo sacrifício do amor. - João 15.13: “Ninguém tem mais amor pelos seus amigos do que aquele que dá a sua vida por eles”.
 I João 3.16: “Sabemos o que é o amor por causa disto: Cristo deu a Sua vida por nós. Por isso nós também devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos”.
II – O novo  não Anula o velho.
1. Cristo não mudou a lei. - Mateus 5 .17-20: “Não pensem que eu vim para acabar com a Lei de Moisés ou com os ensinamentos dos profetas. Não vim para acabar com eles, mas para dar o seu sentido completo. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: enquanto o céu e a terra durarem, nada será tirado da Lei – nem a menor letra, nem qualquer acento. E assim será até o fim de todas as coisas. Portanto, qualquer um que desobedecer ao menor mandamento e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino do Céu. Por outro lado, quem obedecer à Lei e ensinar os outros a fazerem o mesmo será considerado grande no Reino do Céu. Pois eu afirmo a vocês que só entrarão no Reino do Céu se forem mais fiéis em fazer a vontade de Deus do que os mestres da Lei e fariseus.
3. Ele renovou um velho mandamento. - Levítico 19.17-18: “Não guarde ódio no coração contra outro israelita, mas corrija-o com franqueza para que você não acabe cometendo um pecado por causa dele. Não se vingue, nem guarde ódio de alguém do seu povo, mas ame os outros como você ama a você mesmo. Eu sou o Senhor”.
 III – Interpretação Inspirada.
1.     O velho e o novo mandamento. - I João 2.7-8: “Meus queridos amigos, este mandamento que estou dando a vocês não é novo. É o mandamento antigo, aqueles que vocês receberam lá no começo. O mandamento antigo é a mensagem que vocês já ouviram. Porém o mandamento que eu estou dando a vocês é novo porque a sua verdade é vista em Cristo e também em vocês. Pois a escuridão já passou, e já está brilhando a verdadeira luz”.
2. A mensagem que vem do princípio. - I João 3.11: “A mensagem que vocês ouviram desde o princípio é esta: que nos amemos uns aos outros”.
3. O ódio gera a morte. - I João 3.12, 15:” Não sejamos como Caim, que pertencia ao Maligno e matou o próprio irmão. E por que o matou? Porque o que Caim fazia era mau, e o que o seu irmão fazia era bom”.
Quem odeia o seu irmão é assassino, e vocês sabem que nenhum assassino tem a vida eterna”.
 4. O amor gera relacionamentos saudáveis: vida!
 IV – Evidência do Discipulado.
1. Revelação a todos os homens. - João 13.34, 35.
a) Não é pelo jeito de andar e se vestir, pela crença mais fundamentalista, pela austeridade de vida ou pelos ritos e cerimônias que os seguidores de Cristo são reconhecidos.
Mas pelo amor que são capazes de gerar e fazer frutificar nos relacionamentos pautados em respeito, gratidão e capacidade de perdoar, superando os obstáculos e as rejeições dos homens que insistem em pagar o mal com o mal.
2. Testemunhas perante o mundo. - João 17.21-26.
3. Genuíno amor fraternal. – Romanos 12.9-10.
“Que o amor de vocês não seja fingido. Odeiem o mal e sigam o que é bom. Amem uns aos outros com o amor de irmãos em Cristo e se esforcem para tratar uns aos outros com respeito”.
Que todos os que se dizem discípulos de Cristo pensem e reflitam sobre isso!
(Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, no culto de domingo 14/12/2014). 

Nenhum comentário: