REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

sexta-feira, 16 de maio de 2008

A PRESENÇA DO SENHOR EM TODAS AS ESTAÇÕES (Compreendendo a beleza do Salmo 84 e da letra de “As Quatro Estações” de Kleber Lucas).

Flores de maio, sol de verão. A primavera está chegando, é o fim da solidão. Diz a Bíblia – Ec 3 – que para tudo há um tempo determinado. Às vezes, o tempo é bom, às vezes, não. E assim vivemos entre dois pólos. Um começa onde o outro termina. Então há tempo para: nascer, morrer; plantar, colher; derrubar, edificar; chorar, rir; prantear, saltar; abraçar, deixar de abraçar; estar calado, falar; guerra, paz. Em que tempo você está? Não esqueça: a primavera está chegando, é o fim da solidão (às vezes estamos rodeados por uma multidão, mas nos sentimos tão sozinhos, pelas circunstâncias!). O pardal encontrou casa. E a andorinha ninho para si. E eu os teus altares. Deus providencia ninho para o pardal e para a andorinha. Ele cuida de sua criação. Imagine os cuidados que Ele tem por nós, que somos feitos à Sua imagem e semelhança. Ele nos presenteia a todos nós, com os Seus altares, por isso sentimos seguros, protegidos, guardados, amparados. Nuvens e raios sobre o sertão. Avisa lá que está chovendo. É o fim da sequidão. Como falo na Comunidade, às vezes nos sentimos como terra seca, ásperos como o sertão, sem esperanças, tristes, desmotivados e de repente... Olhando para os céus, o que vejo? As nuvens, os raios... as gotas d’água, é a chuva, é o fim da sequidão. Glória a Deus! .. O milagre da Graça de Deus acontecerá. No tempo da seca, o Senhor faz o deserto florescer, por você e por mim. Diz ainda que a gente conseguiu sobreviver à dor, e Deus mandou a chuva. Diz a Bíblia: Posso todas as coisas nAquele que me fortalece!(Fp 4.13). Em Cristo Jesus conseguimos sobreviver à dor. Quantas pessoas há que nos observam e torcem contra nós e não a nosso favor. Por isso agora me lembro das palavras do Pastor Tinoco que nos alertou, “é mais fácil chorar com os que choram do que se alegrar com os que se alegram”. Então, aprendamos a confiar em Deus; Ele manda a chuva – quando estamos na mais completa sequidão – e aí conseguimos sobreviver à dor e aos problemas. Primavera e verão, no outono ou inverno, então, o Senhor é o meu Pastor. Diz a canção que Deus está conosco em todas as estações. Na alegria e na dor, eu confio em Ti,Senhor. O que significa confiar? Ter confiança (segurança íntima), ter fé, esperar. Ele sabe qual a estação que você está atravessando e Ele derramará a chuva na hora certa! Eu creio nisso e você? Nada vai me separar do Teu amor. Nem mesmo o sertão, a seca, as desilusões, as tristezas e as doenças físicas, a falta de dinheiro, as traições, os problemas que chegam sem pedir licença – NADA VAI ME SEPARAR DO TEU AMOR, SENHOR, Rei meu e Deus meu. Se o pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si, lugar onde põem em segurança seus filhos, muito me alegro eu, Senhor, pois encontrei os Teus altares, lugar de refúgio, ó Rei. Que eu e você- todos nós- possamos estar e permanecer em Ti, Senhor, ligados e conectados ao Teu amor e recebendo de Ti a Graça, que nos salva, e a Paz, que excede todo entendimento.
(Síntese da mensagem da Pra. Isabel Cristina levada à Comunidade no culto de domingo 04/05/2008)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial