REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

sexta-feira, 11 de junho de 2010

É VERDADE QUE A IGREJA EVANGÉLICA IGNORA Mt 6.5...?

Estava navegando pela web quando me deparei com a seguinte questão em Yahoo! Respostas, a partir de uma pergunta e dos comentários:
A pergunta: "Porque as igrejas evangélicas ignoram o versículo Mt 6:5 "?
Confesso que me assustei. O que é que nós ignoramos, Deus meu?
Eis a transcrição de Mt 6.5: “E quando orares, não seja como os hipócritas, pois gostam de orar em pá nas igrejas e nas esquinas das ruas para serem visto pelos homens. em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa."
A seguir havia o comentário do autor da pergunta e da postagem: “eles não oram de joelhos e fazem cultos nas ruas com altos falantes e tudo o mais. eu sou cristão, não estou criticando, estou alertando o erro que estão cometendo".
Depois, mais embaixo, há um destaque para uma Melhor resposta - Escolhida pelo autor da pergunta:
“Ainda existem algumas igrejas evangélicas que oram de joelhos. Uma delas é a Congregação Cristã, que apesar de seguir alguns pontos doutrinários que parecem ser ainda ortodoxos, ainda oram de joelhos e não fazem cultos fora do templo ou da residência, e não usam meios de comunicação. Apenas a internet com autorias individuais para levar a palavra de Deus”.
Aí, então, entendi tudo. Alguém estava acusando a igreja evangélica, em sua totalidade, exceto a que foi mencionada, da prática de oração em pé e de fazer cultos nas ruas com alto falante, quando se deveria orar de joelhos e ter cultos, apenas nos templos.
E é? Que interessante! Às vezes encontro pérolas como esta e simplesmente passo ao largo, pois julgo perda de tempo emitir algum comentário. Mas hoje, parei e pensei que não devo me eximir de externar minha opinião, posto que estou cansado de tanta ignorância quanto às questões teológicas e de hermenêutica bíblica.
Vamos ao sentido e verdadeiro significado do texto: Jesus está alertando pessoas que, em sua religiosidade, agem como os hipócritas e gostam de orar em pé nas igrejas e nas esquinas das ruas, apenas para serem vistas pelos homens. Ele, o Senhor, não está condenando uma determinada forma de orar e indicando outra. Ele não está condenando a oração em pé e declarando válida, apenas, a oração de joelhos. Não, de forma alguma, o texto não considera isso. O que existe é a condenação àquele e àquela que intenta que – de forma bem explícita – sua oração seja visível e notória a todos. Certamente a pessoa não está à procura da atenção de Deus e de Seu favor, senão oraria em secreto, como Jesus recomenda. O que essa pessoa busca é a atenção das pessoas a sua volta.
Poderia eu encerrar minha contribuição para a discussão em pauta, mas vejo que preciso enfocar outro ponto muito importante. Trata-se do erro muito comum de se destacar um único versículo e a partir de sua exegese considerar toda uma doutrina ou ensino de Jesus. Quando a pessoa se foca em um versículo (apenas um) da Bíblia incorre em grave erro, que pode levar a gravíssimas conseqüências. No caso em estudo, a análise precisa ser feita a partir do versículo 1 e se estender até o versículo 18 de Mt 6. Jesus trata de três temas interligados: esmolas, oração e jejum. Como se constituía uma prática corrente no judaísmo tanto o dar esmolas, quanto orar e jejuar, Jesus exorta o povo a por em prática essas ações, mas não de forma hipócrita. Muitos eram os religiosos que assim procediam porque queriam exteriorizar suas ações, conquanto que fossem vistos praticando-as. Atento a isso, Jesus adverte:
1) Nos versículos 1 - 4: para que a prática de dar esmolas se revista de algo sincero e genuíno, na preocupação do zelo para com a desventura do outro e, que evitando receber glorificação dos homens, seja dada ocultamente, pois o Pai que vê em segredo, recompensará.
2) Nos versículos 5 -15: para que a prática da oração se revista no secreto do aposento com portas fechadas(sentido pleno ou figurado, conquanto que seja sem alarde), pois o Pai que vê em segredo, recompensará. Nada diz Jesus sobre a forma de orar, se em pé ou de joelhos, o que Ele condena é a prática hipócrita dos que oram em pé, apenas, para serem vistos pelos homens.
3) Nos versículos 16 -18: para que a prática do jejum seja revestida de sinceridade e genuína intenção, não com rosto contristado como os hipócritas para que aos homens pareçam que jejua. Mas que se faça ungindo a cabeça e lavando o rosto, conquanto que não se revele aos homens que se está jejuando, mas o Pai que vê em segredo, recompensará.
Como é difícil, para tantos, compreenderem o ensino de Jesus? Por que complicar o que é tão simples? Infelizmente, há uma profusão de equívocos e  heresias no meio da igreja de Cristo! Oro a Deus para que nos abençoe e nos livre, a todos, de tanta ignorância e despreparo teológico e de interpretação bíblica!

2 Comentários:

  • Para falar tem que saber* o que está falando,não temos que dar importancias a quem segue doutrinas feita pelo homem,na biblia tem tudo só pesquisar e entender antes de criticar...exemplo pra falar com Deus não precisa ser só nos aposentos fexando a porta e nem usar vãs repetições basta seu coração dobrado humilhado por que se vc tiver em um lugar em que vc precise orar? Povo de Deus sofre por falta de entendimento rsrs busquem antes de sair faalndo sem pensar...isso só servirá para ter conflitos entre irmãos filhos do mesmo Deus.Façam como Salomão peçam sabedoria e basta!!!!

    Querido muito boa sua matéria!

    Louvai ao senhor!!!

    Por Anonymous Anônimo, Às 13 de junho de 2010 01:09  

  • Se você ler mais a bíblia verá que o próprio Cristo, sendo Deus Filho, orou ao pai de joelhos, quanto mais nós que somos pó.
    Quando Paulo se despediu da igreja em Éfeso eles buscaram a face de Deus em oração e cita que estavam de joelhos.
    Daniel, orava 3 vezes ao dia (de joelho)

    Não preciso dizer muita coisa.

    Por Anonymous Anônimo, Às 28 de janeiro de 2013 06:32  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial