REFLEXÕES PASTORAIS COM GRAÇA

segunda-feira, 7 de julho de 2014

RECONHECENDO O TEMPO CERTO E FAVORÁVEL PARA RECEBER A GRAÇA DE DEUS !

Em Isaías 49. 8 o profeta afirma: “Assim diz o Senhor: No tempo favorável, te ouvi e no dia da salvação, te ajudei, e te guardarei, e te darei por concerto do povo, para restaurares a terra e lhe dares em herança as herdades assoladas”.
E é esta referência bíblica que o apóstolo Paulo nos fala em 2 Coríntios 6.1,2: “E nós, cooperando também com Ele, vos exortamos a que NÃO recebais a Graça de Deus em vão, (Porque diz: Ouvi-te em tempo favorável e socorri-te no dia da salvação; eis aqui agora o tempo favorável, eis aqui agora o dia da salvação”.
Não nos esqueçamos que o Senhor tem um tempo para todas as coisas, segundo Eclesiastes 3.1 - “Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu”. 
Assim, existe um tempo de Deus chamado tempo favorável, ou tempo de oportunidade (noutras versões), em que Deus estende uma oportunidade para cada um de nós. 
Na história bíblica, muitas são as narrativas de homens e mulheres de Deus que tiveram uma oportunidade. Deus lhes abriu uma oportunidade. No entanto, infelizmente, muitos são os que terminam suas vidas sem terem os propósitos de Deus cumpridos. A perda de uma oportunidade é um fato tão triste, que levou Jesus a chorar. Em certa ocasião, ao entrar em Jerusalém, Jesus comoveu-se de tal forma que não resistiu às lágrimas ao prever que a cidade não aproveitaria a grande chance que estava diante de si (Lucas 19.41-44). A Bíblia somente registra que Jesus chorou em outro momento: quando seu amigo Lázaro morreu (Jo 11.35). Isso dá a entender que a perda de uma oportunidade é tão chocante para Deus quanto a morte de uma pessoa.
É possível perder a oportunidade ou o tempo favorável de Deus?
Sim, é possível. Vejamos, então,  três possibilidades:
1. QUANDO NÃO RECONHECEMOS A OPORTUNIDADE OU O TEMPO FAVORÁVEL
As oportunidades de Deus são tão extraordinárias que somente podemos captá-las mediante a revelação:
Mas, como está escrito: as coisas que o olho não viu e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem SÃO as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-lo revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus” (1 Coríntios 2.9-10).
Por nossos ouvidos, olhos e raciocínio, não podemos entender o que Deus tem para nós. Por que não? Porque as coisas de Deus não são apreensíveis pelo conhecimento humano, mas são conhecidas mediante revelação.
Existem coisas que só podem ser percebidas pelo homem mediante uma revelação de Deus. São coisas escondidas no coração de Deus, que só o Espírito Santo pode comunicar ao nosso espírito. Sem essa revelação, muitos acabam perdendo preciosas oportunidades.
2. QUANDO NOS ACOMODAMOS E PROSTRADOS ASSUMIMOS DETERMINADO ESTADO DE DERROTA
Em 1 Coríntios 7.21, observamos que como muitos escravos estavam se convertendo, embora ainda estivessem debaixo do jugo da escravidão, Paulo, então, recomendou-lhes que não murmurassem, mas glorificassem a Deus. Se, porém, chegasse uma oportunidade de serem livres, deveriam aproveitá-la. “Foste chamado sendo escravo? Não te preocupes com isso; mas, se ainda podes tornar-te livre, aproveita a oportunidade” (1 Coríntios 7.21).
Ou seja, eles deveriam estar contentes, porém não acomodados.
Se você veio a Jesus debaixo de um jugo, com problemas de relacionamento, problemas financeiros ou qualquer tipo de dificuldade, não se preocupe mais com isso. Deus vai abrir uma porta para você. A oportunidade vai chegar, mas você precisa estar atento para aproveitá-la.
Quando Deus lhe der uma chance, e abrir uma oportunidade, não duvide. Largue tudo, ponha-se a caminho, não vacile!
3. QUANDO ESTAMOS SOB INFLUÊNCIA DE PESSOAS QUE NÃO RECEBERAM A REVELAÇÃO DO TEMPO FAVORÁVEL
Cuidado com pessoas que podem atrapalhar a liberação da graça sobre você. Existem certas pessoas, mesmo que bem intencionadas, o pai, a mãe, a esposa, o marido, um amigo, que conseguem atrapalhar porque não compreendem a revelação, posto que não a receberam.
Quando analisamos a história do cego Bartimeu, relatada em Marcos 10.46-50, entendemos melhor o conceito de tempo favorável, compreendendo o momento em que a oportunidade chegou e bateu à porta.
As pessoas mandavam que ele se calasse, pois estava importunando, mas quanto mais o repreendiam, mais gritava, porque sabia que aquela era a sua oportunidade e não podia perdê-la.
Se tivesse dado ouvido ao que os outros falavam, não teria recebido a cura de Jesus e viveria o restante de sua miserável vida em plena escuridão, tanto física quanto espiritualmente.
Existem pessoas que têm receio e se constrangem pelo que outros vão dizer se  fizerem a vontade de Deus. Essas pessoas estão sempre mendigando, à beira do caminho. 
Compreenda definitivamente: é você que tem que ter uma revelação e uma convicção de Deus. E aí sem se importar com o que os outros digam, siga e prossiga na caminhada, sempre em frente, sem parar, sem vacilar, muito menos desistir!
Bartimeu entendeu que a oportunidade era muito mais do que só ser curado de uma cegueira. Depois de voltar a ver, ele seguiu a Jesus.
Ele aprendeu a aproveitar a oportunidade porque não ouviu os incrédulos e pessimistas.
Deus quer mudar o curso de sua história, como mudou a história do cego Bartimeu.
Hoje é o tempo favorável, hoje é o dia e a hora da sua oportunidade! Creia, simplesmente creia, e veja  o tempo favorável chegando em sua vida! (Reflexão com base em mensagem anunciada na Comunidade, por este pastor, em culto de domingo 06/07/2014)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<< Página inicial