sexta-feira, 22 de junho de 2007

OS DÍZIMOS E AS OFERTAS SOB A LEI E A GRAÇA

Muito se tem falado sobre dízimos e ofertas no meio evangélico. Os "assassinos da Graça" parecem que não se cansam nunca. Eles - na ânsia de arrecadar mais dízimos - dizimam o pobre, oprimem o oprimido, infelicitam a vida dos felizes, pois destroem neles o amor de Deus. Para eles, os que são "dizimados", Deus existe para exigir dinheiro, através de seus "representantes autorizados-"os pastores". O dicionário Aurélio nos ensina que dízimo é a décima parte dos rendimentos, ou seja, 10% do que recebemos como renda. Mas que dizimar significa matar (um soldado) em cada grupo de dez, destruir ou exterminar em parte, desfalcar e produzir devastações. Daí, entre eles, o dar o dízimo ser chamado propriamente de dizimar, pois, quase sempre, diz-se que quem não entrega o dízimo será destruído pela ação do gafanhoto que vem e dizima tudo. E nisso espalham o terror e o temor da lei, em especial segundo Malaquias 3, que ao lado das bênçãos, também lembra as maldições decorrentes da não obediência. Para os legalistas, o dizimado não está mais na “benção” porque parou de dar o dízimo. E, assim, dizimam a pessoa em esperança, fé, amor e alegria em Deus, e a põem em estado de mendicância espiritual culpada, paranóica e neurótica. Infelizmente, nesses casos, os pastores são os gafanhotos, mas os crentes não vêem. Contrariamente a isto, o apóstolo Paulo nos ensina em 2 Co 9.7 que "cada um contribua conforme dispuser em seu coração, não com tristeza ou por necessidade, pois Deus ama a quem contribui com alegria". Na COMGRAÇA E PAZ temos aprendido sobre generosidade e doação, sobre AMOR e atitudes dadivosas que elevam a alma e nos fazem libertos da avareza e do cinismo. Em outras palavras, na dispensação da Graça, ficamos livres das amarras da Lei, e aí, entregamos o dízimo e contribuimos até mais, e o fazemos com alegria, reconhecendo que o Doador da Graça nos ama, porquanto aprendemos a retribuir amando Sua obra, Seus filhos e ao nosso próximo.

8 comentários:

Cícero Amílcar Lobo disse...

A propósito lembremo-nos permanentemente da "quadrilha" chefiada pelo "apóstolo"Estêvam e pela "bispa" Sônia Hernandes,da pseudo Igreja Renascer,atualmente cumprindo pena no estado da Flórida,EUA,pelos crimes de entrada ilegal de divisas,estelionato e outros delitos igualmente relevantes,todos praticados invocando o santo nome de Deus e de Jesus...
Falsos pastores,"lobos devoradores" na severa expressão do Cristo.

Anônimo disse...

toda esta corrupção é sobrevinda do estelionato espiritual praticado pelos pastores(faraós do egito) que escravisa os crentes que desconhecem a Graça de Deus , CAUSANDO DOENÇAS Pissicossomáticas
por ser chamado de ladroes por esses charlatoes espirituais, no novob testamento a igreja nunca recebeu dizimo, e ainda das ofertas repartia com os necessitados atos 4:32 Pr. Nalin 21 8671-0851

Anônimo disse...

Você é dizimista ? Seja liberto do devorador ! venha para a Graça! 2 corintios 9:7

Os apostolos não davam dizimo, somente os agricultores e pecuaristas recolhiam o dízimo do que produzia em aumento. Era em mantimento Malaquias 3:10, e não em dinheiro. Jesus era um carpinteiro; Paulo era um fabricante de tendas e Pedro era um pescador. nenhuma dessas profissões os qualificava para dizimar porque não cultivavam a terra nem cuidavam do gado para subsistir. portanto, é mentira ensinar que o dizimo é do senhor, é... sim, do senhor pastor ... no novo testamento o cristão não dava dízimo, no novo testamento os cristãos não têm nenhuma obrigação de dizimar, sim entregar sua oferta de amor segundo propôs no coração 2 cor 9:7, os pastores mentem para suas ovelhas para devorarem seu dinheiro, a igreja cristã primitiva não tirava dinheiro dos necessitados, as ofertas que as igreja recebiam, eram dividida aos fieis necessitado atos 4:32, não havia na Igreja nenhum necessitado. as igrejas de hoje, fazem leilao tiram tudo dos crentes não, só os dizimos, aneis, alianças casas, carros, as pessoas ficam hipnotizadas, e dão tudo, quando sai do transe hipnótico, ficam desesperadas, descobrem a besteira que fez, e aí.....não é verdade?, Deus não precisa devorar seu dinheiro, quem devora é o diabo João 10:10

Receba o livro grátis “O Dizimo e a Graça”
Baixe pelo site www.odizimoeagraca.com

Comunidade apostólica Cristã M-Oikos
Avenida do Contorno, 700, Jóquei Clube – São Gonçalo - RJ
Culto Terça, Quinta e Domingo
PR.NALIN Tel. 8671-0851/3246-1212

Cláudio disse...

Graça e paz de nosso Senhor Jesus Cristo:
Gostaria de um esclarecimento dos vcs 6 e 7 de Ml 3, quando o Senhor diz que EU o Senhor não mudo.

Anônimo disse...

pertenço auma igreja evangelica que alem do disimo e das ofertas, agora querem as primicias tambem,como eu faço parte do conse lho adiministrativo ,eu estou muito triste econfusa com tudo que eu estou me informando a respeito do assunto e nao sei o que faço.Me ajudem por favor.

BLOG DO PASTOR JOCELI ANTONIO SCHOSSLER disse...

Saudações em Cristo.

O que é mais fácil. Ensinar o povo a contribuir na obra com graça e amor; que leva tempos. Ou ameaçá-lo de morte. No meu entender os dízimos é a galinha dos ovos de ouro amparado por malaquias 3.Isto acontece, por que a maioria dos pastores são peso para a igreja. Jovens que poderiam estar trabalhandopara o crescimento de nosso país estão aí vivendo da exploração do evangelho.

JESUS ESTÁO VOLTANDO

Marcelo disse...

Nao podemos negar e isso e indiscutivel que quando se fala em dizimos estamos falando da lei de moises, ou tora, como queiram, em nossos dias isto e na graca este termo em nenhum momento foi usado aos cristaos, temos uma referencia em mateus 23:23, mas ali era jesus censurando os doutores da lei, pelo fato de cumprirem somente alguns mandamentos e nao todos os 613 existentes na lei de moises pois esta escrito em tiago 2:10 que ser nos tropecarmos em um so ponto da lei somos culpados de todos os mandamentos que existem, hoje nos vivemos por fe mediante a graca de Deus, a palavra dizimo deve ser abolida do nosso meio, poi assim o nosso mestre ( Jesus) fez em romanos 10:4 podemos constatar esse acontecimento e esse termo jamais foi citado pelo apostolo Paulo em suas cartas pelo contrario ele defende como grande apologista a voluntariedade e adisposicao de dar II corintios 8:12,13. Quando um valor e estabelecido ja deixa de ser voluntario e se torna uma obrigacao como era na lei.

REGINO disse...

as escrituras dizem em galatas que separados estao de cristo os que se justificam pela lei,da graça tendes caído.nao vivemos mais pela lei e sim pela graça do senhor Jesus Cristo....mas os lobos estao pregando o dizimo somente para proveito proprio